Corinthians está fora da Mercosul

O Corinthians foi goleado por 4 a 1 pelo San Lorenzo, nesta quarta-feira à noite, e está fora da Copa Mercosul. O time brasileiro precisava de um empate para chegar à sua primeira final em competição sul-americana, mas não conseguiu repetir a boa atuação da semana passada, no Pacaembu, quando venceu os argentinos por 2 a 1. O San Lorenzo decide o título com o vencedor de Grêmio e Flamengo, que se enfrentam nesta quinta-feira em Porto Alegre. Com a derrota, o Corinthians deixa de ganhar US$ 1 milhão. Fora também da próxima fase do Campeonato Brasileiro, o time estará em férias segunda-feira. Desde o primeiro tempo, o Corinthians não atuou de forma compacta. Assim, o ataque foi facilmente marcado, e o meia Ricardinho era outra nulidade. Com isso, o San Lorenzo teve mais presença. O Corinthians só havia dado trabalho ao adversário em um chute de Fabinho, que Saja defendeu. Mas aos 36 minutos, o San Lorenzo fez 1 a 0: Serrizuela cobrou uma falta da intermedíária, houve um desvio de cabeça, que atrapalhou Doni. Ele soltou a bola, Pingo, tentou salvar, mas, Romeo completou para o gol. O Corinthians quase chegou ao empate em uma cabeçada de Marquinhos, aos 45 minutos, após cobrança de escanteio. A bola bateu no corpo de Saja. No fim do primeiro tempo, Luxemburgo admitiu que Deivid e Gil atuavam muito pelas pontas. Com isso, Luizão estava isolado. Mas o Corinthians começou o segundo tempo repetindo os erros do primeiro. Já o San Lorenzo manteve o toque de bola e, aos 9 minutos, marcou o segundo gol com Pusineri: a equipe argentina trocou passes e Romagnoli cruzou para a área. Kléber e Fabinho se atrapalharam, permitindo que Pusineri completasse a jogada para o gol. O Corinthians descontrolou-se totalmente. Aos 22 minutos, o San Lorenzo aumentou para 3 a 0. A equipe argentina entrou fácil na área, e Ângelo fez o gol contra, ao tentar evitar que a bola chegasse em Romeo. O Corinthiais ameaçou reagir. Aos 32 minutos, Luizão diminiu a diferença ao completar de cabeça, uma cobrança de falta de Ricardinho. Mas aos 35 minutos, Fabinho foi expulso por jogo violento, complicando ainda mais a situação time, que levou o quarto gol aos os 46 minutos com Romeo, eliminando o time brasileiro da competição.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.