Felipe Szpak/Ag.Corinthians
Felipe Szpak/Ag.Corinthians

Corinthians estreia no Brasileirão em meio a clima tenso após ameaças e derrotas

Time alvinegro encara o Botafogo no Engenhão em duelo que reúne dois técnicos portugueses

Ricardo Magatti, O Estado de S.Paulo

10 de abril de 2022 | 05h00

O Corinthians estreia no Brasileirão neste domingo em meio a um clima tenso provocado por ameaças e cobranças intensas da torcida após resultados ruins. O campeonato para o time paulista começa às 16 horas, em duelo com o Botafogo, no Engenhão. 

O confronto opõe dois técnicos portugueses: Vítor Pereira, pelo Corinthians, e Luís Castro, pelo Botafogo. O treinador corintiano está há pouco mais de um mês no clube, mas já sentiu a pressão que é ser treinador no Brasil. 

Castro, curiosamente, recebeu proposta para dirigir o Corinthians, mas, naquele momento, preferiu permanecer no Al-Duhail, do Catar. Dias depois, aceitou o convite do time carioca, cujo dono, o magnata americano John Textor, tem investido alto para reerguê-lo.

Derrotas em clássicos, a queda na semifinal do Paulistão e a estreia na Libertadores com derrota na altitude da Bolívia engendraram a indignação da torcida. Membros de organizadas foram ao CT na quinta-feira conversar com os atletas. Cássio, Gil e Willian sofreram ameaças de violência e morte

A Polícia Civil de São Paulo diz ter identificado seis dos sete responsáveis, que também estão envolvidos em ameaças contra Duílio Monteiro Alves, presidente do clube alvinegro. Cássio, especialmente, ficou muito chateado com o caso e não descarta deixar o clube após uma década.

"O que não pode é por causa dos resultados vierem acusar todos de sermos maus-caracteres. Sou muito homem para assumir meus erros", defendeu-se o zagueiro Gil, que negou que ele e os companheiros tenham tido problemas com Vítor Pereira. "Meu pai me fez homem", acrescentou.

Fagner, Raúl Gustavo e Júnior Moraes estão recuperados de lesão. O lateral, porém, não pode jogar porque tem de cumprir suspensão pela expulsão na última rodada do Brasileirão de 2021. A tendência é de que o treinador faça mudanças na escalação. É possível que escale três zagueiros, formação que treinou nos últimos dias. 

O meio-campista Luan, ausência nos últimos jogos em razão de um desconforto no quadril, iniciou o trabalho de transição, assim como Ruan Oliveira, fora dos gramados desde agosto de 2020 por causa de uma lesão no joelho esquerdo e submetido a uma revisão cirúrgica no final do ano passado.

Novo Botafogo

De volta à elite do futebol brasileiro, o Botafogo passou a ter o investimento alto de John Textor desde que se tornou clube-empresa. O empresário americano comprou atletas jovens e que enxerga com potência de retorno esportivo e financeiro. Ele quer reconstruir o clube carioca, afundado em dívidas nos últimos anos.

O elenco foi remodelado com as chegadas do zagueiro Sampaio, do lateral-direito Saravia, dos volantes Oyama e Patrick de Paula e dos atacantes Lucas Piazon e Victor Sá. A maioria deve ser titular na estreia do Brasileirão. O defensor Victor Cuesta e o lateral Niko Hämäläine também já acertaram sua transferência ao time carioca. Animados com o novo momento da equipe, os botafoguenses esgotaram a carga de ingressos e vão lotar o Engenhão. "Vai ser um dia fantástico para o Glorioso", prevê Luís Castro.

BOTAFOGO X CORINTHIANS

BOTAFOGO - Gatito Fernández; Daniel Borges (Saravia), Philipe Sampaio, Kanu, Jonathan Silva; Luís Oyama, Patrick de Paula e Lucas Piazon; Chay, Victor Sá e Matheus Nascimento (Erison). Técnico: Luís Castro

CORINTHIANS - Cássio; João Victor, Gil e Raúl Gustavo (Robson Bambu); Du Queiroz, Paulinho (Maycon), Giuliano (Cantillo), Renato Augusto, Willian, Adson; Róger Guedes. Técnico: Vítor Pereira.

ÁRBITRO - Wilton Pereira Sampaio (Fifa/GO)

HORÁRIO - 16h

LOCAL - Engenhão, no Rio

TRANSMISSÃO - TV Globo

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.