Hélvio Romero/AE
Hélvio Romero/AE

Corinthians evita a torcida no desembarque da delegação em Campinas

Em voo fretado, jogadores saem por uma porta lateral do Aeroporto Internacional de Viracopos

Paulo Galdieri, Jornal da Tarde

03 de fevereiro de 2011 | 12h19

CAMPINAS - Após a eliminação na Copa Libertadores, o Corinthians evitou a fúria da torcida no desembarque no Aeroporto Internacional de Viracopos, na manhã desta quinta-feira, em Campinas. A delegação veio em voo fretado e saiu por uma porta lateral do saguão, escapando de cerca de 20 torcedores que tinham ovos e faixas de protestos nas mãos.

Ao contrário da eliminação do ano passado, por exemplo, Ronaldo desta vez não foi poupado. O Fenômeno era o principal alvo dos protestos dos torcedores. Roberto Carlos, que não jogou a partida contra o Tolima (COL) por conta de dores musculares, também era hostilizado.

Ronaldo e Roberto Carlos não voltam para São Paulo com o restante do elenco. Os dois jogadores mandaram carros particulares para Campinas. No Centro de Treinamento do Parque Ecológico do Tietê, torcedores invadiram o estacionamento e quebraram alguns veículos dos jogadores e da comissão técnica.

Veja também:

linkJOGO - Leia como foi Tolima 2 x 0 Corinthians

linkCorintianos apedrejam área de entrada do clube

linkEliminação do Corinthians é sucesso no Twitter

linkSob pressão, Tite é garantido no cargo por Andrés

blog ANTERO GRECO - Corinthians e Libertadores: nada a ver

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.