José Jácome/ EFE
José Jácome/ EFE

Corinthians evolui, mas só empata com o Del Valle e está eliminado da Sul-Americana

Time fica no 2 a 2 com time equatoriano na altitude de Quito e se despede da competição na semifinal

João Prata, O Estado de S.Paulo

25 de setembro de 2019 | 23h30

O Corinthians teve uma mudança de postura, mas o tropeço em casa foi decisivo para a eliminação na semifinal da Copa Sul-Americana. Depois de perder em Itaquera por 2 a 0, o time alvinegro fez uma boa apresentação nos 2.800 metros de altitude em Quito, mas empatou com o Independiente Del Valle por 2 a 2 e deu adeus à competição continental.

O setor ofensivo alvinegro funcionou, mas o time ficou exposto ao contra-ataque e acabou levando por duas vezes o empate. Boselli e Clayson foram os autores dos gols do Corinthians, mas a defesa cometeu dois vacilos e permitiu os gols do adversário.

 

A eliminação complica também o clube financeiramente. O campeão da Sul-Americana receberá mais 4 milhões de dólares (cerca de R$ 16,6 milhões) e o vice fica com a metade. O Corinthians já arrecadou com as classificações até a semifinal R$ 10,1 milhões, mas tem na atual temporada um déficit de R$ 100 milhões. 

Carille fez algumas modificações e o time foi mais forte ofensivamente do que no jogo de ida. Ramiro, Sornoza e Boselli entraram nas vagas de Junior Urso, Mateus Vital e Clayson, que foram mal na partida na arena em Itaquera. Ralf também substituiu Gabriel, suspenso.

Como precisa reverter a vantagem, o Corinthians entrou pressionar desde o início marcando a saída de bola adversária. O Del Valle tentou impor o ritmo na base da velocidade e das jogadas pelo lado esquerdo. 

O time alvinegro abriu o placar graças a uma roubada de bola de Ralf no meio-campo. Pedrinho acionou Love na esquerda, que cruzou para Boselli mandar para as redes. Ainda faltava um. E quase veio em grande jogada individual de Love, que bateu de fora da área e acertou o travessão. No primeiro tempo, o Corinthians levou apenas um susto após descuido da zaga, mas Cássio fez a defesa. 

No segundo tempo a partida ficou aberta. O centroavante Gabriel Torres passou a incomodar a defesa do Corinthians. Fagner também encontrava dificuldades para segurar a marcação de Dajóme. O time alvinegro parou de criar e Carille colocou o time para frente com a entrada de Clayson na vaga de Ramiro.

Na tentativa de ampliar o resultado, o Corinthians abriu e levou o empate em um rápido contra-ataque. Manoel deu o bote atrasado, Sánchez se livrou da marcação pela esquerda, avançou e bateu na saída de Cássio.

O Corinthians sentiu o empate, mas ganhou fôlego nos minutos finais graças ao auxílio do VAR. Danilo Avelar foi derrubado na área e o árbitro de vídeo marcou pênalti. Clayson foi para a cobrança e deixou o time visitante em vantagem novamente. Mas não deu nem para comemorar. Em novo contra-ataque, Cabeza bateu rasteiro e decretou a classificação dos equatorianos. 

FICHA TÉCNICA:

DEL VALLE 2 X 2 CORINTHIANS

DEL VALLE: Pinos; Landázuri, Schunke, Segovia e Preciado (León); Franco, Pellerano e Mera (Nieto); Jhon Sánchez (Cabeza), Dájome e Gabriel Torres. Técnico: Miguel Ángel Ramirez. 

CORINTHIANS: Cássio; Fagner, Gil, Manoel e Danilo Avelar; Ralf (Junior Urso), Ramiro (Clayson) e Sornoza; Pedrinho, Boselli (Gustagol) e Vagner Love. Técnico: Fábio Carille.

Gols: Boselli, aos 29 minutos do primeiro tempo, Sánchez, aos 22, Clayson, aos 41, e Cabeza, aos 44 minutos do segundo tempo.

Juiz: Piero Maza (CHI)

Cartões amarelos: Franco e Mera (Del Valle) e Sornoza e Clayson (Corinthians).

Público e renda: não disponíveis.

Local: Olímpico Atahualpa, em Quito (EQU)

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.