Corinthians exige posição da FPF

A diretoria do Corinthians resolveu agir. No final da manhã desta sexta-feira, o vice-presidente de futebol, Antônio Roque Citadini, decidiu encaminhar um ofício à Federação Paulista de Futebol (FPF) exigindo a convocação do Comitê Executivo da entidade. O dirigente quer que o órgão decida sobre as dúvidas no regulamento do Campeonato Paulista. ?Se a federação não fizer a reunião, haverá uma grave quebra regimental. E neste caso, teremos que trabalhar dentro da legalidade?, disse o dirigente, sugerindo a possibilidade de ingressar na Justiça.Citadini não aceita a decisão do presidente licenciado da Federação, Eduardo José Farah, que definiu que a vantagem do empate nas finais é do São Paulo. ?Quando ele (Farah) se pronunciou sobre isso, ele mesmo admitiu que estava falando como dirigente licenciado e como torcedor. Essa posição, portanto, não tem nenhum valor. Quem decide sobre a vantagem é o comitê e ninguém mais?, disse Citadini. Pelo regulamento, a vantagem de jogar por dois empates está com o Corinthians. O Alvinegro tem menos cartões que o São Paulo (3 contra 2 cartões vermelhos) - o primeiro critério de desempate em caso de resultados iguais nos dois jogos da final. O São Paulo acha que tem a vantagem pois tem melhor saldo de gols. Só que este critério vale até as semifinais.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.