Corinthians: Fábio Costa deve voltar

Em um mês, a vida de Fábio Costa deu uma volta completa. De titular incontestável, foi afastado, ficou um tempo sem saber o que fazer, para onde iria, mas acabou se entendendo com o clube e, domingo, tudo indica que voltará a vestir a camisa 1 do Corinthians - contra o Atlético-MG, no Mineirão. No fim de abril ficou sabendo que o então técnico Daniel Passarella não o queria na equipe, "não se enquadrava ao perfil" desejado pelo argentino. Sondado por outros times, cogitou entrar na Justiça contra o Corinthians para pedir os R$ 5 milhões de multa rescisória a que tinha direito. O acordo demorou, mas ocorreu e agradou ao atleta e à diretoria. O diretor da MSI, Paulo Angioni, hoje o valoriza. Ao comentar o fiasco na compra do goleiro Helton, que estava no União Leiria e foi contratado pelo Porto, elogiou o produto da casa. "Se não vier ninguém, não vejo maiores problemas, temos um bom goleiro já", afirmou, referindo-se a Fábio Costa. O técnico Márcio Bittencourt não confirmou o time que entra em campo em Belo Horizonte, porém utilizou Fábio Costa por toda a semana. Júlio César, titular na vitória sobre o Figueirense por 2 a 1, na última rodada do Campeonato Brasileiro, ficará no banco. "Se ele (Fábio Costa) voltar, vou ficar feliz. Ele saiu de forma conturbada, mas espero que esteja com a gente, dando a segurança que sempre nos deu", afirmou o zagueiro Anderson, prestes a deixar a equipe. Anderson já fala como ex-corintiano e contratado pelo Benfica, de Portugal. Deve ir embora nos próximos dias, ainda que não admita: "´Estou esperando o Kia (Joorabchian) voltar ao Brasil para a gente conversar e definir algumas coisas. Precisamos ver se vou no meio ou no final do ano", afirmou. A imprensa portuguesa, no entanto, dá como certa sua apresentação no início de junho.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.