Corinthians fará "esforço triplo"

O meia Marcelinho avisa: oCorinthians vai triplicar o empenho neste domingo contra oSantos. "Só assim podemos compensar o que deixamos de fazer noprimeiro tempo da partida anterior contra eles", disse o craquedo time do Parque São Jorge, que pretende se revezar comRicardinho no meio-de-campo e ataque para tentar fugir damarcação individual do adversário. Para o técnico Wanderley Luxemburgo, o jogo promete ser"brusco" em razão da tensão que deve envolver os times. "Masnão concordo se desta vez os cartões amarelos vão aparecer",disse o treinador, que criticou a atuação da arbitragem naprimeira partida. "Naquele jogo, muitos atletas, inclusive meus como o Kléber, deveriam tomar cartão amarelo. Mas a arbitragemteve um comportamento favorável ao Santos, que estava com maisjogadores pendurados. Agora, não aceito a mudança no critério daarbitragem, dando os cartões amarelos que faltaram no outrojogo." Luxemburgo disse que respeita o Santos, mas não teme oadversário. Ele enfatizou que nenhum dos jogadores provocou oadversário, como alguns jornais publicaram na sexta-feira. "Odrible, a jogada de efeito, tudo isso é permitido desde que nãovisto como provocação. Eu trabalho bem a cabeça dos meusjogadores para evitar que isso tipo de problema ocorra numapartida", ressaltou o treinador. O atacante Paulo Nunes poderá ser uma dar armas deLuxemburgo para vencer a partida. O treinador faz mistério seescalará o atacante no começo do jogo ou durante a partida. Ojogador, porém, está otimista. "A confiança é muito grande",afirmou Paulo Nunes, que está recuperado de uma contusão nojoelho direito. Ele ficou empolgado com a atuação no treino desexta-feira, ao entrar na equipe titular, no lugar de Gil, nasegunda parte do coletivo. O Corinthians deve jogar com: Maurício; Rogério, Fábio Luciano, João Carlos e André Luiz; Otacílio, Pereira (Kléber), Ricardinho e Marcelinho; Ewerthon e Gil (Paulo Nunes).

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.