Daniel Teixeira/Estadão
Daniel Teixeira/Estadão

Corinthians inicia contagem regressiva para o título brasileiro

Vitória diante da Ponte deixará o time a 11 pontos da taça

Raphael Ramos, O Estado de S.Paulo

04 de outubro de 2015 | 07h00

Nem o experiente Tite consegue esconder a ansiedade. Assim como a torcida, as contas para o Corinthians conquistar o hexacampeonato brasileiro não saem da cabeça do treinador. Restando dez rodadas para o fim do Nacional, Tite prevê que se a equipe somar mais 14 pontos, no máximo 21, a taça está garantida.

Neste domingo, às 16h, contra a Ponte Preta, em Campinas, o Corinthians busca a vitória para manter sete pontos de distância para o segundo colocado, o Atlético-MG, que no sábado à noite bateu o Coritiba por 3 a 0 no Couto Pereira e chegou aos 56.

Como o Corinthians tem 60 pontos, na cabeça de Tite, com 70% de aproveitamento (o equivalente a 81 pontos), é impossível a equipe perder o título. Mas o próprio treinador admite que talvez nem seja preciso manter um aproveitamento tão alto. Com 66% (74 pontos) já seriam suficientes.

Com a taça tão perto, seu desafio é fazer com que os jogadores não percam o foco. “Vivo uma expectativa pessoal muito grande, tal qual o torcedor. A cada jogo que passa gera uma expectativa. O que tem de fazer? Foco no trabalho e na preparação para administrar a ansiedade de forma natural”, disse.

Para a partida de hoje, por exemplo, o pedido de Tite aos jogadores é para que eles joguem como se estivessem no Itaquerão. “Em momentos de pressão, é preciso fazer aquilo que você costuma fazer normalmente. Se agir com naturalidade, a bola não vai queimar no pé. Temos de fazer fora o que fazemos na nossa casa.”

Essa, inclusive, tem sido uma das marcas da boa campanha do Corinthians neste Campeonato Brasileiro. Com apenas três derrotas como visitante, é o time que menos vezes perdeu fora de casa.

Neste domingo, o bom retrospecto da equipe será colocado à prova diante de um adversário que está em ascensão no campeonato. A Ponte Preta vive bom momento e venceu seus últimos quatro jogos. A arrancada fez a equipe se distanciar da zona do rebaixamento e passar a sonhar até com uma vaga no G-4.

“A Ponte emprega um ritmo de jogo muito forte e costuma definir as partidas no primeiro tempo. Foi assim contra o Santos, por exemplo (vitória por 3 a 1). O time deles retomou a confiança”, alerta Tite.

Com Uendel e Guilherme Arana ainda machucados, o zagueiro Yago será improvisado mais uma vez na lateral-esquerda. Será a terceira partida consecutiva do garoto como titular em uma posição na qual ele não está acostumado a jogar (antes enfrentou Santos e Figueirense).

FICHA TÉCNICA

PONTE PRETA

Marcelo Lomba; Rodinei, Renato Chaves, Ferron e Gilson; Elton, Juninho, Felipe Azevedo e Cristian; Biro Biro e Borges. Técnico: Doriva

CORINTHIANS

Cássio; Edilson, Felipe, Gil e Yago; Ralf, Jadson, Elias e Renato Augusto; Malcom e Vagner Love. Técnico: Tite

Juiz: Flávio Rodrigues de Souza

Local: Moisés Lucarelli, em Campinas

Horário: 16h

Transmissão: Globo e Band

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.