Epitácio Pessoa/Estadão
Epitácio Pessoa/Estadão

Corinthians faz homenagem a gol de Guerrero no Mundial em muro do CT

Pintura faz parte da ação 'Gol de Muro', numa parceria com a fabricante de material esportivo do clube

VÍTOR MARQUES, Agência Estado

13 de setembro de 2013 | 16h09

SÃO PAULO - O atacante Paolo Guerrero entrou definitivamente para a história do Corinthians. O gol marcado por ele que representou a conquista do título do Mundial de Clubes de 2012, no Japão, o segundo da história do clube, foi eternizado num dos muros do CT Joaquim Grava na tarde desta sexta-feira. "Quando a bola estava chegando, eu já pensava que tinha de fazer o gol que nos daria o campeonato mundial, tenho isso na minha memória", afirmou o atacante sobre o gol contra o Chelsea, aos 23 minutos do segundo tempo, na partida disputada em Yokohama, no dia 16 de dezembro do ano passado.

Guerrero já havia feito o gol na semifinal, contra o Al Ahly, que então garantiu a presença corintiana na decisão do torneio, em outra vitória por 1 a 0. A homenagem faz parte da ação "Gol de Muro", parceria do Corinthians com a Nike, fabricante de material esportivo do clube. Outros jogadores já haviam sido homenageados, como o gol de Basílio contra a Ponte Preta, na final do Paulista de 77, e o de Tupãzinho, na decisão do Brasileiro de 90.

"Esse foi um dos gols mais importantes da minha vida. Não se ganha um título mundial todos os dias", disse Guerrero. "Era um sonho ser campeão mundial, sabia da importância, claro, mas não imaginava que seria tão grande." Sobre o momento do time no Brasileiro, Guerrero se mostrou otimista e disse que o Corinthians ainda vai brigar pelo título. "Lógico que dá para ser campeão, vamos brigar até o fim, num campeonato longo como o Brasileiro acontecem muitas coisas. Vamos retomar isso, temos um grupo de qualidade." Depois de desfalcar o Corinthians em três jogos, Guerrero volta à equipe neste domingo contra o Goiás no Pacaembu.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.