Evelson de Freitas/Estadão
Evelson de Freitas/Estadão

Corinthians faz três no 2º tempo e acaba com invencibilidade do Mogi

Danilo e Luciano saem do banco e são decisivos no triunfo alvinegro

Daniel Batista, O Estado de S. Paulo

01 Março 2015 | 17h54

O técnico Tite resolveu poupar alguns jogadores neste domingo, já que na quarta-feira tem um importante jogo contra o San Lorenzo, em Buenos Aires, pela Copa Libertadores, e teve a oportunidade de ver que pode contar com o banco de reservas quando necessário. Com uma grande atuação no segundo tempo, o Corinthians derrotou o, até então invicto, Mogi Mirim por 3 a 0, no Itaquerão.

Os destaques da partida foram Danilo e Luciano, que saíram do banco de reservas, e Jadson, que tudo parecia que iria assistir ao jogo do lado de fora, já que estava de malas prontas para defender o Jiangsu Sainty, da China e surpreendentemente resolveu que deveria ficar. Pelo menos nete domingo, acabou sendo um bom negócio para o Corinthians a sua permanência. 

O primeiro tempo foi marcado pelo equilíbrio. O Mogi Mirim mostrou boa marcação e, mesmo o Corinthians tendo três atacantes e mais um como lateral-esquerdo, não conseguiu fazer pressão.

O time da casa tentava chegar ao ataque com lentidão e faltava alguém para criar uma jogada individual ou que carregasse mais a bola, para abrir espaço. Sobrecarregado, Jadson teve dificuldades e Petros, que poderia ser o elemento-surpresa, como Elias, ficou mais na marcação, para ajudar a cobrir os espaços deixados pelos laterais. 

No intervalo, Tite resolveu tirar Vagner Love, que não conseguiu fazer uma boa parceria com Guerrero, e colocou Danilo, mudando não só peças, como posicionamento e postura da equipe. Danilo caía pela esquerda, Malcom na direita e Jadson pelo meio. O sonolento Corinthians voltou muito mais dinâmico e decidido a conquistar os três pontos. Os espaços começaram a aparecer e o gol saiu naturalmente. 

Aos 14, Guerrero salvou uma bola que sairia pela lateral e tocou para Jadson. O meia, que poderia estar no outro lado do mundo naquele momento, dominou na frente da área, tirou da marcação e acertou um belo chute para abrir o placar.

DOMINADO
A pressão continuou. Aos 30, Guerrero tocou para Luciano bater por baixo do goleiro e marcar mais um. Após duas assistências, faltava o gol do peruano e ele apareceu aos 43 minutos. Luciano retribuiu o presente e cruzou na medida para Guerrero pegar de primeira, acertar um forte chute e marcar um belo gol para fechar o placar e comprovar a força do elenco corintiano.

FICHA TÉCNICA

CORINTHIANS 3 X 0 MOGI MIRIM

CORINTHIANS - Cássio; Edílson, Yago, Edu Dracena e Mendoza (Fagner); Petros, Cristian, Jadson e Malcom (Luciano); Vagner Love (Danilo) e Guerrero. Técnico: Tite

MOGI MIRIM - Daniel; Valdir (Romildo), Fábio Sanches, Wagner Silva e Leonardo de Jesus; Magal, Val, Edson Ratinho e Vitinho; Magrão e Thomas Anderson (Rivaldinho). Técnico: Claudinho Batista.

GOLS - Jadson, aos 13, Luciano, aos 31, e Guerrero, aos 43 minutos do segundo tempo.

CARTÕES AMARELOS - Jadson (Corinthians); Val e Edson Ratinho (Mogi Mirim).

ÁRBITRO - Guilherme Ceretta de Lima.

RENDA - R$ 1.449.441,65

PÚBLICO - 29.442 pagantes

LOCAL - Itaquerão, em São Paulo (SP). 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.