Daniel Augusto Jr/AgCorinthians
Daniel Augusto Jr/AgCorinthians

Corinthians faz último teste antes da pré-Libertadores

Equipe enfrenta o Marília no Itaquerão com a cabeça no Once Caldas. Tite vai escalar todos os titulares

Raphael Ramos, O Estado de S.Paulo

31 de janeiro de 2015 | 17h00

Depois de decepcionar o seu torcedor no amistoso com o Corinthian-Casuals, time amador que disputa a oitava divisão do Campeonato Inglês, o Corinthians espera ter uma atuação convincente neste domingo, às 17h, contra o Marília, no Itaquerão, pela primeira rodada do Campeonato Paulista. O objetivo é não só para apagar a impressão ruim do último jogo em casa, mas principalmente chegar com o moral elevado diante do Once Caldas, quarta-feira, pela pré-Libertadores.

Até o técnico Tite, que insiste em dizer que só passará a pensar na Libertadores a partir de segunda-feira, reconhece que o desempenho da equipe na quarta-feira passa necessariamente pelo jogo deste domingo. “Iniciar bem o Campeonato Paulista dá confiança para a sequência do trabalho”, disse.

A partida contra o Marília é a oportunidade de o treinador fazer os últimos ajustes no time antes de enfrentar o Once Caldas. O principal problema está do meio para a frente. A equipe tem enfrentado muita dificuldade para criar jogadas quando enfrenta times que se fecham na defesa, como atuarão Marília e Once Caldas.

" SRC="/CMS/ICONS/MM.PNG" STYLE="FLOAT: LEFT; MARGIN: 10PX 10PX 10PX 0PX;

O pedido do treinador é que Emerson e ora Renato Augusto ora Lodeiro joguem pelas beiradas para, assim, abrirem espaço para as infiltrações pelo meio e a passagem dos laterais. Nesse esquema Elias tem papel fundamental. Caberá a ele aparecer de surpresa no ataque para tentar aproveitar as brechas deixadas pelo adversário.

É basicamente isso que Tite tem treinado repetitivamente nos últimos dias e o treinador espera que dê certo neste domingo e especialmente na quarta-feira. Ele quer deixar a vaga para a fase de grupos da Libertadores bem encaminhada já no primeiro jogo. Tite sabe que chegar na partida de volta, na Colômbia, em situação desfavorável pode ser fatal, como foi em 2011. Naquele ano, o Corinthians empatou por 0 a 0 com o Tolima no Pacaembu e foi eliminado fora de casa após derrota por 2 a 0.

Como o novo esquema ainda não está bem azeitado, o treinador, com o aval da diretoria, vai escalar todos os titulares neste domingo, mesmo sabendo do risco de lesão. A ideia é usar o jogo com o Marília para “treinar” a equipe para o jogo de quarta-feira.

“É um risco que não é só do técnico. Não faço só as minhas vontades, preciso ver o que o melhor para o Corinthians. Sentei com a direção e avaliamos todos os prós e contras. Se fosse na metade da temporada e a equipe já estivesse entrosada, eu assumiria a responsabilidade sozinho e os titulares não jogariam. Mas o time está em um processo de entrosamento”, explicou.

Notícias relacionadas
Tudo o que sabemos sobre:
FutebolCorinthians

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.