Felipe Rau/Estadão
Felipe Rau/Estadão

Corinthians fecha o elenco e comemora ter perdido apenas jogadores reservas

Carille festeja o fato de ter perdido apenas Léo Jabá e Clayton

Daniel Batista, O Estado de S.Paulo

08 de setembro de 2017 | 22h22

O Corinthians não deve mais fazer contratações nesta temporada e dificilmente negociará alguém até dezembro. O clube chegou a sondar alguns atletas que atuam na Série B do Campeonato Brasileiro e também recebeu sondagens por alguns atletas do atual elenco, mas decidiu deixar tudo como está e o técnico Fábio Carille comemora o fato de ter perdido apenas os reservas Léo Jabá e Clayton, que foram para o Akhmat Grozny (Rússia) e Atlético Mineiro, respectivamente.

Exatamente por ter perdido poucas peças e jogadores que não mudaram tanto o que Fábio Carille pensava sobre o elenco, fizeram com que a diretoria tivesse mais cautela para buscar reforços. Chegou apenas Clayson, da Ponte Preta, logo depois do Campeonato Paulista.

Quem comemorou o fato do elenco ter passado por poucas mudanças foi Fábio Carille. Ele disse constantemente que, na sua opinião, não perder ninguém seria o melhor reforço que poderia ter.

"Estou 100% satisfeito. Deixei claro que a maior contratação do Corinthians seria não perder ninguém. Isso foi conversado logo depois do Campeonato Paulista. Se não perdesse nenhum atleta, diria que teríamos 95, 98% de chances de estar numa Libertadores. Tinha muita certeza de que teríamos uma das vagas na Libertadores", disse o treinador.

Nos últimos dias, a diretoria procurou no mercado por um zagueiro e um lateral-direito, mas não conseguiu avançar em nenhuma negociação. Além disso, alguns importantes titulares foram procurados por clubes do exterior. O lateral-esquerdo Guilherme Arana, o zagueiro paraguaio Balbuena, o volante Maycon, o meia Rodriguinho e o centroavante Jô foram alguns dos sondados recentemente, mas a diretoria decidiu segurá-los.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolCorinthians

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.