Werther Santana/Estadão
Werther Santana/Estadão

'Corinthians fez um dos melhores jogos do campeonato', diz Pablo

Zagueiro vê equipe com pouco a mudar após vitória sobre o São Paulo por 3 a 2 em casa neste domingo

Ciro Campos, O Estado de S.Paulo

11 de junho de 2017 | 18h48

Apesar de ter levado dois gols do adversário pela segunda rodada seguida, o time do Corinthians exaltou a atuação na vitória sobre o São Paulo por 3 a 2, neste domingo, pelo Campeonato Brasileiro. O zagueiro Pablo classificou o desempenho do time como um dos melhores na temporada, por ter se tratado de uma partida em que o adversário poderia ter criado muito mais ocasiões de gol.

"Fizemos um dos melhores jogos do Campeonato. Conseguimos nos impor do início ao fim. Tivemos o controle do jogo durante todo o tempo e soubemos neutralizar o ataque deles", disse o defensor. O resultado manteve o Corinthians como líder invicto do Campeonato Brasileiro e aumentou a sequência de vitória para seis. Na próxima quarta a equipe volta a atuar como mandante, ao receber o Cruzeiro.

Pablo comentou que a boa atuação teve como segredo o empenho coletivo. "Um time fica forte com um cobrando o outro, querendo ajudar. No fim do jogo o Cássio ficou bravo porque recuei uma bola difícil, estava quicando. Mas é assim que a gente melhora", explicou. O zagueiro Balbuena comentou que essas broncas são normais e compõem o espírito coletivo do grupo. "Nosso grupo tem muito compromisso. Mesmo quando um sai do time, mantemos a mesma filosofia. Só tem pessoas boas", afirmou.

O Corinthians ganhou o jogo anterior, do Vasco, na quarta-feira, por 5 a 2, e neste domingo voltou a ter uma partida com muitos gols. Os zagueiros descartaram que esses quatro gols sofridos signifiquem um sinal de alerta. "Nós nos trabalhamos para conseguir a superação a cada dia. Não pensamos no que os outros falam", disse o paraguaio Balbuena.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.