Corinthians fica no 0 a 0 na Mercosul

Em um jogo fraco tecnicamente, Corinthians e Colo-Colo empataram sem gols nesta quarta-feira à noite, no Pacaembu, pela quarta rodada da Copa Mercosul, diante de um pequeno público. Com o resultado, o Corinthians chega a 10 pontos e está praticamente classificado à próxima fase do torneio (precisa de apenas mais um ponto nos dois jogos que restam), mas o ambiente continua conturbado no clube.Torcidas organizadas divulgaram manifesto cobrando da diretoria e da parceira do clube, a Hicks Muse, a contratação de reforços. Nas arquibancadas do Pacaembu foram abertas faixas com protestos contra os dirigentes e a Hicks. "Cadê nosso estádio?", dizia uma delas.Para amenizar a insatisfação, a diretoria tenta a contratação, por empréstimo, do lateral e meio-campista André Luís. O jogador, que atuou pelo Corinthians no primeiro semestre, não quer jogar pelo Tenerife, da Espanha.A contratação seria bem-vida. Em campo, o time dá demonstrações de que sente a falta de pelo menos um jogador experiente e de bom nível técnico. "Muita cobrança acaba deixando o time um pouco intranqüilo", admitiu o lateral-esquerdo Kléber. "O empate foi um mau resultado porque eles não atacaram", disse Ricardinho.Mesmo diante de uma adversário fraco, o Corinthians não conseguiu marcar gols. Oportunidades não faltaram. Somente Kléber desperdiçou três. Na primeira, aos 8 minutos, o jogador chutou de fora da área. O goleiro Ramirez espalmou para escanteio. Aos 13, o lateral entrou na área com a bola dominada, pela esquerda, e chutou cruzado, à esquerda de Ramirez. A melhor chance surgiu aos 30 minutos. Ricardinho tocou para Kléber, entre dois zagueiros adversários. Frente a frente com o goleiro, o corintiano chutou para fora.O poder ofensivo do Corinthians ficou ainda mais comprometido a partir dos 37 minutos do primeiro tempo, com a substituição de Gil, contundido, por Leandro. A situação não melhorou no segundo tempo. Luxemburgo trocou Luciano Ratinho por Ângelo e Deivid por Neto. O time continuou dominando o jogo, mas sem chegar com perigo ao gol de Ramirez.Aos 28 minutos, o zagueiro Aceval derrubou Fabinho na grande área. O juiz argentino Gabriel Brazenas não marcou pênalti. Nos últimos 10 minutos, o Corinthians aumentou a pressão. O goleiro Ramirez segurou o empate.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.