Corinthians fica sem Marquinhos no Paulista

Marquinhos está fora do Campeonato Paulista. O jogador será operado do púbis no sábado. A ressonância magnética a que o zagueiro se submeteu, hoje, não deixou dúvidas quanto a necessidade da cirurgia. Marquinhos é o 13º jogador que já passou pelo Departamento Médico do Corinthians só em 2004. Além dele, Marcelo Ramos, Rodrigo, Rafael Silva, Wendell, Adrianinho, Rogério, Renato, Gil, Moreno, Coelho, Wílson e Marcus Vinícius estão ou estiveram no DM. Rogério é outro que não enfrenta o Juventus, quinta, no Pacaembu, na reestréia do técnico Oswaldo de Oliveira. O lateral ainda está muito abalado com a morte por afogamento do irmão mais novo e continua liberado pela diretoria. Rincón (expulso) e Fabinho (terceiro cartão amarelo), suspensos automaticamente, também estão fora. Apesar de tantos desfalques e da situação dramática do time no Campeonato Paulista, o time dá sinais de que pode reagir na competição. Desde a chegada de Oswaldo os jogadores mudaram radicalmente de comportamento. O grupo parece ter abandonado definitivamente a apatia, marca registrada do time nas últimas três semanas de Juninho Fonseca. Hoje, mais uma vez, o treinamento coletivo no Parque Ecológico do Tietê lembrou um jogo, com muitas divididas e uma gritaria geral por parte das duas equipes. Oswaldo de Oliveira já disse que é esse é o perfil que ele quer para a equipe. "Treino é jogo e jogo é guerra", atesta o zagueiro Ânderson. "Mas não adianta só treinar com vontade. É preciso repetir o que fazenos nos treinamentos também nos jogos". O próprio Oswaldo acrescenta outro dado, lembrando que fez trabalhos específicos de aproximação, com o objetivo de estimular a marcação e diminuir os espaços para o adversário. "Aplicação é importante mas não é só isso que ganha jogo. Ainda precisamos definir algumas coisas em relação ao nosso tipo de jogo. Não podemos esquecer o componente adversário, especialmente quando o jogo é no Pacaembu. Quem joga contra o Corinthians aqui normalmente vem para se defender, explorando os contra-ataques. Vamos precisar de uma certa atenção nesse aspecto". Justamente por esse detalhe que o treinador corintiano lamenta os desfalques de sua dupla de volantes. "Lamento principalmente pela experiência que o time deve perder com as ausências de Rincón e de Fabinho. Essa mexida será muito forte no setor de organização e de equilíbrio da equipe. Mas é um problema que vamos ter de administrar, de um jeito ou de outro". O treino de hoje também definiu o time que enfrentará o Juventus: Fábio Costa, Coelho, Ânderson, Váldson e Vinícius Fininho; Pingo, Fabrício, Samir e Adrianinho; Régis Pitbull e Gil.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.