Daniel Augusto Jr./Divulgação - 20/02/2013
Daniel Augusto Jr./Divulgação - 20/02/2013

Corinthians ganha ação da Conmebol e volta a ter torcedores fora de casa

Clube volta a contar com torcedores em partidas como visitante em competições sul-americanas

O Estado de S. Paulo

25 Fevereiro 2014 | 13h37

SÃO PAULO - Um ano depois da morte do torcedor boliviano Kevin Beltrán Espada, em Oruro, o Corinthians voltou a ter direito de ter torcida nas partidas fora de casa em competições da Conmebol. O clube havia sido punido após a torcida corintiana ter disparado um sinalizador em direção à torcida adversária no Estádio Jesús Bermúdez.

A decisão ocorreu no TAS (Tribunal Arbitral do Esporte), que é a última instância da Justiça desportiva. O clube ganhou a ação por unanimidade, com todos os três votos a favor.

O clube recebeu três punições na ocasião. Além de não contar com a torcida em partidas como visitante por um período de 18 meses, o Corinthians jogou com os portões fechados contra o Millonarios no Pacaembu e pagou uma multa de US$ 200 mil. Já o San Jose acabou multado em US$ 10 mil.

Na Libertadores do ano passado, o time corintiano enfrentou Tijuana, Millonarios e Boca Juniors fora de casa e não contou com o apoio dos torcedores. Após a decisão do TAS, os torcedores poderão comparecer às partidas da equipe como visitante. O fato ocorrerá na Copa Sul-Americana, no segundo semestre.

Após a morte de Kevin em Oruro, 12 corintianos foram presos. Cinco dias depois, um menor de idade, sócio da Gaviões da Fiel, se apresentou à Justiça como autor do disparo do sinalizador. Em maio, ele prestou depoimento ao promotor Alfredo Santos no consulado boliviano em São Paulo. O promotor levou à Bolívia as digitais do menor e fotos com a posição dos torcedores na arquibancada do estádio Jesus Bemúdez. Em junho, sete torcedores foram liberados. Pouco mais de um mês depois, todos voltaram ao País em liberdade.

 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.