Corinthians ganha do Ceará e confirma o retorno à Série A

Time alvinegro põe fim ao status de Segunda Divisão com 2 a 0 no Ceará e derrota do Barueri para o Paraná

Milton Pazzi Jr., estadao.com.br

25 de outubro de 2008 | 18h01

"Ô, ô, ô, o Coringão voltou". Esse é o canto que marca o retorno do Corinthians à Série A do Campeonato Brasileiro. A vitória por 2 a 0 sobre o Ceará, neste sábado à tarde, no Estádio do Pacaembu, ficou marcada pela intensa festa da sua torcida - quase 36 mil torcedores - e o fim de 329 dias do status de time de Segunda Divisão, após 32 rodadas disputadas.Veja também: De volta à elite - Os altos e baixos do Corinthians Dentinho compara acesso a final de Copa do Mundo Corinthians garante a permanência de Mano Menezes Felipe comemora e diz que honrou camisa do Corinthians Jogadores do Corinthians querem, agora, o título da Série B Brasileirão Série B - Classificação, resultados e calendário Ouça os gols da partida na Eldorado/ESPNDê seu palpite no Bolão Vip do Limão Ao som ainda de "O Portão", interpretado por Roberto Carlos - e que começou a ser tocado antes do permitido - os jogadores começaram a chorar em campo. "Só tenho a agradecer a todos", diz o goleiro Felipe. "Isso [rebaixamento] está marcado em nosso elenco. Um time como é o Corinthians merece mais que isso, a torcida merece, todos aqueles que sofreram no ano passado. Recuperamos tudo", diz o lateral-esquerdo André Santos. "Missão cumprida. Não podíamos deixar esse time na Série B. Sabíamos que nenhum adversário daria esse acesso de bandeja", reforça o capitão William.O acesso foi confirmado com a ajuda do Paraná, que venceu o Barueri por 2 a 1 na casa do adversário, confirmando assim a vantagem de 19 pontos sobre o quinto colocado com seis rodadas (ou 18 pontos) ainda em disputa. Tem 70 pontos e a liderança confirmada. Essa vantagem é tratada com ironia pelo presidente Andrés Sanchez, ao ser questionado sobre a 'facilidade' do acesso. "Se tivéssemos subido com um ponto de vantagem, estariam criticando. Agora, como é com uns 15, vão dizer que é fácil". CORINTHIANS2Felipe; Alessandro, Chicão, William     e André Santos    ; Christian, Elias, Morais (Wellington Saci) e Douglas (Lulinha); Dentinho e Herrera.Técnico: Mano Menezes CEARÁ0Adilson; Dedé, Fabrício    , Dezinho e Jorge Guerra; Michel     (Mancuso), Chicão, Cleisson e Marcos Paraná     (Ederson); Cadu e Sérgio Alves (Charles).Técnico: Lula PereiraGols: Douglas, aos 8 minutos do primeiro tempo; Chicão, aos 4 minutos do segundo tempo.Árbitro: Maurício Apdo. de Siqueira (MT)Renda: R$ 660.445,00Público: 32.341 (pagantes)Estádio: Pacaembu, em São Paulo (SP)Daqui para frente, a conta do torcedor corintiano é simples, para ser campeão: com três vitórias, considerando que o Avaí também vença seus próximos jogos, o time consegue garantir o título da Segunda Divisão (sem contar o jogo do time catarinense contra o Marília, na noite deste sábado). Além de recordes e marcas que o time queira atingir.FÁCILA confirmação do retorno, em campo, não teve sustos. O Corinthians teve o domínio da partida e apostou forte em seu estilo desde que Mano Menezes assumiu o comando, no começo do ano: marcação e contra-ataques. Foi assim no primeiro tempo e no segundo. Só mudou por volta dos 35 minutos da etapa final, quando o Ceará, desanimado pela desvantagem, recuou e viu o time paulista criar várias chances de gol.Os gols, por sinal, foram os momentos de festa intensa da torcida. Quando o Fluminense marcava no Palmeiras (jogo da Série A) e quando o Paraná marcava no Barueri. No Pacaembu, eles aconteceram logo aos 8 minutos do primeiro tempo, com Douglas, chutando firme no canto aproveitando jogada de raça de Herrera pelo fundo - que acertou a trave; e aos 4 minutos, com Chicão, aproveitando rebote do goleiro em falta cobrada por Christian.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.