Paulo Pinto/AE
Paulo Pinto/AE

Corinthians ganha por 2 a 1 na estreia de Roberto Carlos

Ainda sem ritmo de jogo, alvinegro paulista sofre para superar o Bragantino no Pacaembu lotado

André Rigue, estadao.com.br

20 de janeiro de 2010 | 23h40

Roberto Carlos estreou, e a noite desta quarta-feira foi de festa para o Corinthians no Estádio do Pacaembu. Apesar dos problemas de entrosamento de início de temporada, o alvinegro paulista conseguiu vencer o Bragantino por 2 a 1, pela segunda rodada do Campeonato Paulista - foi o primeiro triunfo no estadual.

 

Veja também:

linkRoberto Carlos esperava mais na estreia

linkJorge Henrique ressalta sua polivalência

especial QUIZ - Você sabe tudo sobre o Paulistão?

lista RESULTADOS / tabelaCLASSIFICAÇÃO

som Rádio Eldorado/ESPN - AM 700/FM 107,3 - Corinthians 1 x 0; 1 x 1; 2 x 1

 

A torcida lotou o Pacaembu e fez festa para receber o lateral-esquerdo campeão mundial. O clima festivo, aliás, começou antes mesmo do jogo, com homenagem para Luizão e Edu pelos 10 anos da conquista do título mundial da Fifa.

 

A empolgação dos corintianos foi transmitida para o campo e os jogadores entraram elétricos. O gol saiu logo no primeiro minuto. Jorge Henrique fez belo lançamento para Iarley. O atacante trombou com o goleiro Gilvan e caiu na área. A bola sobrou para Elias, que ficou com o gol aberto para tocar para o fundo das redes.

 

O gol e o ritmo inicial do Corinthians deram a impressão de uma vitória fácil. Mas o Bragantino aos poucos encaixou a marcação e complicou. O meio do Corinthians perdeu a criatividade - Tcheco, totalmente fora de ritmo, pouco fez. A defesa alvinegra também passou a bater cabeça - Chicão William ficaram perdidos no posicionamento.

 

Corinthians2
Felipe; Alessandro, Chicão, William e Roberto Carlos (Boquita); Ralf, Elias, Tcheco (Jucilei) e Jorge Henrique    ; Iarley (Dentinho) e Ronaldo
Técnico: Mano Menezes
Bragantino1
Gilvan; Marcelo Godri, Maurício     e Da Silva    ; Diego Macedo    , Paulinho, Francis (Rodrigo Costa    ), Rodriguinho (Danilo Bueno) e Esquerdinha; Frontini (Quixadá) e Lúcio
Técnico: Marcelo Veiga
Gols: Elias, a 1, e Paulinho, aos 34 minutos do primeiro tempo; Jorge Henrique, aos 18 minutos do segundo tempo

Árbitro: Cleber Wellington Abade

Renda: R$ 1.147.667,50

Público: 34.117 total

Estádio: Pacaembu, em São Paulo

O Bragantino se soltou e atacou mais. Como presente pela ousadia, o time de Bragança Paulista conseguiu o empate aos 34 minutos da etapa inicial. Paulinho recebeu na entrada da área, no meio da marcação corintiana. O jogador cortou Chicão, ajeitou e bateu cruzado, sem chances para Felipe.

 

Principal estrela da noite, Roberto Carlos teve uma chance de gol aos 41 minutos. Em cobrança de falta, ele soltou a bomba, mas a bola saiu rasteira e foi direto nas mãos de Gilvan. "Os treinamentos em Itu foram fortes, e aos poucos a perna vai se soltando mais. Estou bem e muito feliz com o carinho dos corintianos."

 

A virada corintiana e a garantia de alegria para a festa só chegou aos 18 minutos do segundo tempo, debaixo de chuva. Melhor homem em campo, Jorge Henrique arriscou da meia esquerda. A bola foi à meia altura e entrou no canto de Gilvan - o autor do gol comemorou com um abraço em Roberto Carlos.

 

Após retornar à frente do marcador, o Corinthians passou a utilizar mais o toque de bola. Mano tirou Roberto Carlos aos 36 minutos e colocou Boquita. As mudanças garantiram um novo gás e seguraram a vitória por 2 a 1.

 

Agora, pelo Paulistão, o Corinthians volta a campo no próximo domingo para enfrentar o Oeste, em Araraquara, na Fonte Luminosa.

 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.