Daniel Augusto Jr./Ag.Corinthians
Daniel Augusto Jr./Ag.Corinthians

Corinthians gasta pouco para se reforçar em 2014

Clube investe apenas R$ 4,5 milhões para trazer Uendel, Bruno Henrique, Fagner e Wanderson

Vítor Marques, O Estado de S. Paulo

14 de janeiro de 2014 | 05h10

SÃO PAULO - Econômico nas negociações, o Corinthians gastou R$ 4,5 milhões em dois jogadores para reforçar o time em 2014. A contenção de gastos faz parte da nova política do clube. Para esta temporada, a diretoria separou R$ 10 milhões para gastar com contratações.

 

Apresentado na semana passada, o lateral-esquerdo Uendel custou R$ 3 milhões. O volante Bruno Henrique, que até quarta-feira deve assinar contrato por quatro anos, foi comprado por R$ 1,5 milhão. Nos dois casos o Corinthians adquiriu apenas 50% dos direitos econômicos dos jogadores.

 

O gasto em contratações não aumentará com a chegada do lateral-direito Fagner. Ele virá por empréstimo sem custo para o clube. O Corinthians vai pagar os salários do jogador, que pertence ao Wolfsburg. O zagueiro Wanderson, apresentado como reforço para 2014, já estava no clube ano passado.

 

APOSTAS

Exceto por Fagner, revelado pelo próprio Corinthians em 2007 e que já atuou na Europa, os outros três reforços são considerados 'apostas' pela diretoria - e por isso mesmo nenhum deles ganha salário alto, próximo ao teto do clube, na casa dos R$ 400 mil.

 

Uendel vai começar a temporada como titular da lateral-esquerda - Fábio Santos faz um trabalho à parte para evitar lesões. Fagner também deve ser titular porque Edenílson será vendido para a Udinese. Bruno Henrique vai brigar por posição com Guilherme. Wanderson tem poucas chances de atuar na zaga. Mano Menezes começará a esboçar o time nesta quarta, em jogo treino contra o Red Bull.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolCorinthiansmercado do futebol

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.