JF Diorio/Estadao
JF Diorio/Estadao

Corinthians gastou R$ 650 mil para organizar jogo de inauguração do Itaquerão

Custos são bem maiores do que os do Pacaembu com público semelhante

Raphael Ramos, O Estado de S.Paulo

19 de maio de 2014 | 18h56

SÃO PAULO - As despesas da primeira partida do Corinthians no Itaquerão, domingo, contra o Figueirense, pela 5ª. rodada do Campeonato Brasileiro, somaram R$ 649.887,48. Como a arrecadação com a venda de ingressos foi de R$ 3.029.801,70, o clube teve um lucro de R$ 2.379.914,22. Foi a a maior renda registrada na história do Corinthians, superando os R$ 2,9 milhões da eliminação para o Flamengo nas oitavas de final da Libertadores de 2010, no Pacaembu.

De acordo com o Boletim Financeiro divulgado pela CBF (Confederação Brasileira de Futebol), só para orientadores e fiscais, o Alvinegro pagou R$ 41.127,00, quase o dobro do que gastava no Pacaembu em partidas com público semelhante ao jogo de domingo (36.123 pagantes). Outro item que chama atenção na relação de despesas é “confecção de ingressos e controle de acesso”, que custou R$ 85.165,70. O item "aluguel de campo", no entanto, aparece zerado. No Pacaembu, o clube gastava cerca de R$ 60 mil partida.

Aos gastos do Corinthians na derrota por 1 a 0 para o Figueirense somam-se também as despesas do COL (Comitê Organizador Local), que não foram reveladas. No domingo, o comitê levou, por exemplo, 781 seguranças particulares (stewards) ao Itaquerão. São esses agentes que atuarão no estádio nos seis jogos da Copa do Mundo que serão realizados no local. 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.