Corinthians goleia o Coritiba em teste para o Mundial

O Corinthians não aceitou a ideia de que a partida contra o Coritiba era apenas um jogo-treino, uma vez que os dois clubes não brigam por mais nada no Brasileirão. Com o futebol que o torcedor espera ver no Mundial de Clubes, o time alvinegro goleou por 5 a 1, neste sábado à noite, no Pacaembu, pela 35.ª rodada do Campeonato Brasileiro. E os paranaenses vinham em grande fase, sendo o terceiro melhor time do returno.

DEMÉTRIO VECCHIOLI, Agência Estado

10 de novembro de 2012 | 22h56

Chicão (de pênalti), Guerrero, Fábio Santos e Paulinho (duas vezes), marcaram para o Corinthians, com Escudero ajudando com desvios providenciais no gol do lateral e no primeiro gol marcado pelo volante. Deivid descontou.

O resultado faz o Corinthians passar provisoriamente Vasco e Internacional, que ainda brigam por uma vaga na Libertadores, algo que o time paulista já tem. Agora são 53 pontos, no sexto lugar. Já o Coritiba, com 45, na 10.ª posição, ainda corre risco matemático de cair. Isso porque o Sport, 17.º colocado, tem nove pontos a menos e quatro jogos a fazer.

O JOGO - Com os dois times apenas cumprindo tabela no Brasileirão, a expectativa não era de um jogo dos melhores no Brasileirão, mas o árbitro Ronan Marques da Rosa ajudou a incendiar a partida. Aos 3 minutos, ele deu um pênalti polêmico de Denis sobre Guerrero, que pareceu tropeçar na própria perna. Chicão foi para a cobrança, Vanderlei acertou o canto, mas não impediu que o Corinthians abrisse o placar.

A partida ficou aberta, com o Coritiba buscando o empate, mas aí quem resolveu ajudar foi o ex-corintiano Escudero. Aos 18 minutos, Fábio Santos arriscou de longe, a bola bateu no argentino e tirou as chances de defesa de Vanderlei.

Dois minutos depois, Paulinho apareceu pela ponta direita e tentou o cruzamento. A bola bateu num zagueiro e foi no corpo de Escudero. Do argentino ela foi direto para o gol, pegando Vanderlei no contrapé. Apesar da tentativa do volante de fazer um cruzamento para trás, o árbitro deu o gol para o corintiano.

Com 3 a 0 no placar e a torcida empurrando o time da casa, não restava muito ao Coritiba senão tentar pelo menos diminuir. E o time paranaense conseguiu aos 31 minutos, quando Victor Ferraz cruzou rasteiro pela direita, Cássio não saiu do gol, e a bola sobrou livre para Deivid fazer.

Depois disso o jogo seguiu morno até os 45 minutos, quando Douglas bateu escanteio no primeiro pau e Martínez desviou acertando o travessão. No rebote, Jorge Henrique tentou de meia-bicicleta e mandou por cima do travessão.

O segundo tempo começou com pouca ação até que Danilo entrou no lugar de Martínez. Em pouco tempo o Corinthians voltaria a ameaçar. Paulinho arriscou de longe e fez Vanderlei praticar a sua primeira defesa no jogo. Mas, aos 19, não havia o que o goleiro fazer. Danilo limpou a jogada pela esquerda e fez um cruzamento perfeito para Guerrero, livre, cabecear e fazer o quarto.

O quinto gol também foi de cabeça, logo depois. Dessa vez foi Douglas quem cruzou, em batida de escanteio, e Paulinho fez, sem precisar com a ajuda de Escudero. O gol foi o 100.º do time na temporada.

FICHA TÉCNICA:

CORINTHIANS 5 X 1 CORITIBA

CORINTHIANS - Cássio; Alessandro, Chicão, Paulo André e Fábio Santos; Paulinho (Edenilson), Ralf e Douglas; Jorge Henrique, Martínez (Danilo) e Guerrero (Romarinho). Técnico - Tite.

CORITIBA - Vanderlei; Victor Ferraz, Luccas Claro, Escudero e Denis (Pereira); Willian Farias, Vinícius (Ruidiaz), Lincoln e Everton Ribeiro (Júnior Urso); Rafinha e Deivid. Técnico - Marquinhos Santos.

GOLS - Chicão (de pênalti), aos 5, Fábio Santos, aos 18, Paulinho, aos 20, e Deivid, aos 31 minutos do primeiro tempo. Guerrero, aos 19, e Paulinho, aos 23 minutos do segundo tempo.

ÁRBITRO - Ronan Marques da Rosa (SC).

CARTÕES AMARELOS - Martínez; Denis e Everton Ribeiro.

CARTÃO VERMELHO - Pereira.

RENDA - Não disponível.

PÚBLICO - 23.420 pessoas (total).

LOCAL - Estádio do Pacaembu, em São Paulo.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.