Corinthians goleia Portuguesa por 5 x 2

No "jogo dos compadres", Wanderley Luxemburgo venceu, e com sobras, o ex-auxiliar Candinho. O Corinthians bateu a Portuguesa por 5 a 2, neste domingo à tarde, no Pacaembu, e deu um importante passo em direção ao que parecia impossível há algumas rodadas, a classificação para as semifinais do Campeonato Paulista. Os gols corintianos foram feitos por Fábio Luciano, Éwerthon, Luizão, Ricardinho e Marcelinho. Lúcio e Cléber marcaram para a Lusa.Com a vitória deste domingo, a sétima consecutiva, o Corinthians assume a quarta posição na tabela, com 20 pontos, e só depende de seus resultados para conquistar uma das quatro vagas. A Portuguesa, com 18 pontos, vê reduzidas suas chances de passar à próxima fase. Tem de vencer Ponte Preta, São Paulo e Botafogo, além de torcer contra concorrentes.A vitória corintiana foi construída na primeira metade do primeiro tempo. Jogando em alta velocidade, o time fez três gols em 24 minutos. Depois disso foi pressionado pela Portuguesa, o que fez do goleiro Maurício um dos principais nomes da partida. À tarde, no entanto, era do time de Luxemburgo. O primeiro gol aconteceu aos 4 minutos de jogo.Numa cobrança de escanteio pela direita, Fábio Luciano cabeceou no canto esquerdo de Carlos Germano. Na comemoração, o zagueiro dedicou o gol ao pai. A Portuguesa foi ao ataque. Um chute de Ricardo Oliveira, aos 6 minutos, obrigou Maurício a fazer uma grande defesa. A mesma sorte não teve Carlos Germano. Aos 18 minutos, Éwerthon avançou pela meia direita e chutou de fora da área. A defesa, aparentemente, seria fácil para Carlos Germano. O goleiro, no entanto, rebateu a bola, que bateu na trave esquerda e entrou. A torcida corintiana, em coro, gritou "frangueiro, frangueiro." O terceiro gol aconteceu aos 24 minutos. Na primeira bola que recebeu em boas condições, após bela jogada com Ricardinho, Luizão chutou no ângulo, sem chance de defesa para Carlos Germano. Depois disso, o time diminuiu o ritmo, a Portuguesa pressionou e Lúcio marcou 3 a 1, aproveitando-se de uma falha de João Carlos.Novamente no ataque, a Portuguesa iniciou o segundo tempo pressionando. Élson perdeu duas boas chances, aos 18 e 24 minutos. Émerson também perdeu uma boa oportunidade aos 27 minutos. Quando o time de Candinho mais pressionava, o Corinthians colocou em ação sua maior arma, a velocidade de seus atacantes nos contra-ataques. Foi assim que Ricardinho fez 4 a 1, ao receber, livre na grande área, passe de Marcelinho.Aos 38 minutos, João Carlos fez pênalti em Édson Araújo, que entrara no lugar de Hernani. Cléber, substituto de Irênio, bateu e fez 4 a 2. A torcida da Portuguesa ainda comemorava quando, em mais um contra-ataque rápido, Marcelinho recebeu passe de Éwerthon, na grande área, e tocou no canto esquerdo de Carlos Germano. Vitória consolidada, os corintianos, em festa, soltou de vez o grito de olé que ensaiara durante toda a partida.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.