Daniel Augusto Jr./ Ag. Corinthians
Daniel Augusto Jr./ Ag. Corinthians

Corinthians homenageia vítimas de ataque nos EUA

Titulares entrarão em campo, contra o Botafogo, com os nomes dos 11 mortos gravados no uniforme

O Estado de S.Paulo

01 Novembro 2018 | 11h09

O Corinthians vai homenagear na partida de domingo, às 17h, contra o Botafogo, pela 32.ª rodada do Campeonato Brasileiro, as 11 vítimas fatais do atentado a uma sinagoga em Pittsburgh, nos Estados Unidos, no último sábado, dia 27. Os 11 jogadores titulares entrarão em campo, no estádio do Engenhão, no Rio, com os nomes dos judeus mortos no ataque gravados no uniforme.

O goleiro Cássio, por exemplo, levará na camisa o nome de Rose Mallinger, que faleceu após o ataque. Ela tinha 97 anos e havia sobrevivido ao holocausto.

Os jogadores reservas levarão no uniforme o nome de povos que já sofreram com grandes genocídios: armênios, guatemaltecos, chineses, ruandeses, namibianos, curdos, ciganos, timorenses, bengaleses, gregos e cambojanos.

A atentado em Pittsburgh é o pior ataque antissemita da história dos Estados Unidos. Testemunhas afirmaram que o atirador entrou na sinagoga gritando: “Todos os judeus devem morrer”. Ele estava usando um fuzil AR-15. A sinagoga fica em Squirrell Hill, um tradicional bairro da comunidade judaica.

Os judeus mortos no atentado de Pittsburgh que serão homenageados são:

Rose Mallinger 

Joyce Fienberg 

Richard Gottfried 

Jerry Rabinowitz 

Cecil Rosenthal 

David Rosenthal 

Bernice Simon 

Sylvan Simon 

Daniel Stein 

Melvin Wax 

Irving Younger

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.