Daniel Augusto Jr./Ag. Corinthians
Daniel Augusto Jr./Ag. Corinthians

Corinthians inaugura busto no Parque São Jorge em homenagem a Rivellino

Escultura criada por Edu Santos ficará instalada na Praça da Liberdade, no Parque São Jorge

AE, Agência Estado

24 de maio de 2014 | 21h49

SÃO PAULO - O ex-jogador Roberto Rivellino voltou a ser homenageado pelo Corinthians neste sábado. Depois de ter a honra de marcar o primeiro gol no Itaquerão, estádio de São Paulo na Copa do Mundo, o ídolo ganhou um busto instalado na Praça da Liberdade, no Parque São Jorge, na capital. O busto foi criado pelo artista Edu Santos.

"Este busto repara uma injustiça muito grande feita em 1974, onde em um esporte coletivo se debita o revés a uma única pessoa e no esporte coletivo todos ganham e todos perdem. Ele foi o único jogador do Corinthians que jogou a Copa das Copas, na seleção das seleções como titular, graças a sua genialidade", disse o presidente do clube, Mário Gobbi, referindo-se à derrota do Corinthians para o rival Palmeiras na final do Paulista de 40 anos atrás.

"Hoje fizemos a reparação do desagravo feito naquela época, reconhecendo todo o amor e carinho com a eternização do busto no jardim do Parque São Jorge", disse o dirigente, acompanhado do ex-presidente Andrés Sanchez. "O Rivellino é um grade amigo. Na minha opinião, ele é o melhor jogador quer já vi jogar pelo Corinthians. Títulos ganhamos e perdemos, mas atleta como esse nunca ninguém viu jogar. Rivellino, só tem um", disse Sanchez.

Diante das palavras de Gobbi e Sanchez, Rivellino não conteve a emoção e agradeceu a homenagem. "É muito gratificante receber uma homenagem em vida, é realmente muito significativo. Eu acho que fui um dos únicos que nasci aqui e fui campeão do mundo nesses mais de 100 anos. Nessa minha passagem pelo Corinthians eu aprendi a ser corintiano de coração, eu sei que eu fiz tudo que pude nas minhas limitações para esse clube e hoje estou sendo eternizado como uma forma de agradecimento pela minha passagem durante esses anos todos", declarou, sem conter as lágrimas.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolCorinthiansRivellino

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.