Sérgio Neves/AE
Sérgio Neves/AE

Corinthians inicia a sua luta pela Copa Libertadores

Time alvinegro estreia contra o Racing-URU em busca da 'cereja no bolo' do centenário, às 21h50

Marcel Rizzo, Jornal da Tarde

24 de fevereiro de 2010 | 08h02

A palavra obsessão foi a mais ouvida pelo elenco do Corinthians este ano. Obsessão pela Copa Libertadores, único título de expressão que falta ao Memorial do clube, localizado na entrada do Parque São Jorge. Nesta quarta-feira, às 21h50, contra o Racing uruguaio, no Estádio do Pacaembu (com transmissão ao vivo da rádio Eldorado/ESPN e do estadao.com.br), começa a campanha na competição continental. Se não bastasse ser o sonho de dez entre dez torcedores em qualquer época, 2010 é o ano do centenário. Seria a cereja no bolo na comemoração pelos 100 anos do clube.

Para os corintianos, esse desejo é maior porque seus três principais rivais em São Paulo já têm a taça em suas salas de troféu. "A gente dá bom dia para qualquer corintiano e ele responde Libertadores", brincou Roberto Carlos. Ou não brincou? Tanto Mano Menezes, quanto os jogadores, sabem que o Racing vai jogar retrancado. É a característica dos uruguaios. E a torcida vai pegar no pé se demorar muito para sair o gol. "Sabemos disso. Por isso precisamos neutralizar essa possível retranca".

VEJA TAMBÉM:
lista LIBERTADORES - Leia mais do torneio
GRUPOS - tabela Tabela | lista Classificação
Para isso, Mano Menezes vai escalar um time mais leve, como mesmo definiu. Apesar de ainda deixar no ar a possibilidade de escalar Iarley, durante os 30 minutos do trabalho tático realizado nesta terça quem jogou no ataque, ao lado de Ronaldo, foi Matías Defederico. O pequeno argentino vai ser a arma para entortar os gringos e garantir os gols. Ele entra na vaga de Danilo, que está machucado e fora da estreia.

O Corinthians participa pela oitava vez de uma Libertadores. Somente uma vez não passou da primeira fase, em 1977. Mas é justamente esta etapa da competição que tira o sono de Mano. Em 2007, o Grêmio, time que dirigia, só se classificou para as oitavas aos 37 minutos do segundo tempo, ao marcar gol contra o Cerro Porteño, do Paraguai - coincidentemente outro rival do Grupo 1 este ano. O terceiro adversário é o Independiente Medellín, da Colômbia.

 CORINTHIANS

 

 RACING-URU

 

 Felipe; Alessandro, Chicão, William e Roberto Carlos; Ralf, Elias e Tcheco; Defederico, Jorge Henrique e Ronaldo. Técnico: Mano Menezes Contreras; Bradesco, Hernández, Pallas e Tejera; Vega, Ostolaza, Flores e Mirabaje; Silva e Quiñones. Técnico: Juan Verzeri
Árbitro: Raúl Orosco (BOL); Horário: 21h50 (de Brasília); Rádio: Eldorado/ESPN - AM 700/FM 107,3; TV: Globo; Local: Estádio do Pacaembu, em São Paulo (SP)

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.