Rodrigo Coca/Ag. Corinthians
Rodrigo Coca/Ag. Corinthians

Corinthians inicia Copa do Brasil com 'obrigação' de vencer a Portuguesa-RJ em Londrina

Vítor Pereira dará oportunidade a jovens e atletas pouco utilizados, nesta quarta-feira, poupando energias para jogos com Palmeiras e Boca Juniors

Marcos Antomil, especial para o Estadão

20 de abril de 2022 | 05h00

"Obrigados a ganhar". É assim que o técnico Vítor Pereira encara o duelo do Corinthians com a Portuguesa da Ilha do Governador pela Copa do Brasil. O time alvinegro entra em campo nesta quarta-feira, às 21h30, tendo também a seu favor o forte apoio de seus torcedores no estádio do Café, em Londrina. A partida de ida da terceira fase, cujo mando é da equipe carioca, foi transferida do Rio para o Paraná por questões financeiras e estruturais.

O Luso-Brasileiro, também conhecido como estádio dos Ventos Uivantes, tem capacidade para recepcionar apenas 5 mil pessoas. A CBF exige um mínimo de 10 mil lugares para a realização de partidas da terceira fase da Copa do Brasil. Com elevados aluguéis dos demais estádios cariocas, a Portuguesa optou por vender o mando de campo para Londrina.

Mesmo tratando a vitória como dever em sua estreia na Copa do Brasil, o Corinthians levará uma equipe alternativa ao norte do Paraná. Vítor Pereira dará oportunidade a atletas que não têm sido muito aproveitados neste curto período sob comando da comissão técnica lusitana. Administrando o denso calendário brasileiro, a equipe alvinegra concentra suas energias para os jogos com o Palmeiras, pelo Brasileirão, e Boca Juniors, pela Copa Libertadores.

“Para eles, é tudo. Para nós, estamos obrigados a ganhar. Se ganharmos, não fazemos mais que a obrigação. Teremos de atuar de forma concentrada, focada e organizada. Vamos mudar (a escalação) porque é a única forma de manter o alto nível. Temos jogos de altíssima exigência na sequência”, explicou o treinador, fazendo referência às partidas pelos torneios nacional e continental.

Léo Maná, Robert Renan, Belezi, Sidney, Claudinho, Xavier e Giovane devem ser alguns dos jovens escalados para o duelo deste meio de semana. Quem também tende a aparecer na escalação titular é o meia-atacante Luan. O jogador foi contratado com status de estrela junto ao Grêmio, mas não conseguiu render o suficiente nas últimas temporadas e ganhará nova chance de mostrar serviço.

“Vamos escalar (no jogo com a Portuguesa-RJ) os atletas para evoluírem na maturidade e acalmar o jogo. Também para dar oportunidade a quem está bem nos treinos. Não há outro caminho. Faremos cinco ou seis mudanças ou mais. Esse calendário não permite pensar jogo a jogo. Vamos mudar e temos de mudar. Espero que a equipe dê uma boa resposta. É uma oportunidade para eles”, anunciou Vítor Pereira após a vitória sobre o Avaí no último sábado.

A Portuguesa da Ilha do Governador fez sua estreia na Série D do Campeonato Brasileiro no último domingo. A equipe carioca veio ao ABC para enfrentar o São Bernardo. O placar não foi movimentado, e a partida terminou empatada em 0 a 0. No Campeonato Carioca, a equipe terminou a Taça Guanabara na sexta posição. Único bom resultado contra os grandes do Rio foi diante do Botafogo, com vitória por 5 a 3. Já na Copa do Brasil, a campanha foi construída com vitórias sobre duas equipes da Série B do Campeonato Brasileiro. Na etapa inicial, eliminou o CRB, com uma vitória por 1 a 0. Na fase seguinte, passou pelo Sampaio Corrêa triunfando por 2 a 0.

FICHA TÉCNICA

PORTUGUESA-RJ x CORINTHIANS

PORTUGUESA-RJ - George; Joazi, Itambé, Leandro Amaro e Jefferson; Sidney e Claudinho; Miler, Rafael Pernão e Jhonnatan; Kayron. Técnico: Toninho Andrade.

CORINTHIANS - Cássio, Léo Maná (Fagner), Robert Renan, Belezi (Gil) e Bruno Melo; Xavier, Giuliano e Luan; Adson, Gustavo Mosquito e Giovane. Técnico: Vítor Pereira.

ÁRBITRO - Paulo Roberto Alves Junior (PR).

LOCAL - Estádio do Café, Londrina (PR).

HORÁRIO - 21h30.

TRANSMISSÃO - Globo, SporTV e Premiere FC.

Tudo o que sabemos sobre:
CorinthiansCopa do Brasilfutebol

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.