Toru Hanai/Reuters
Toru Hanai/Reuters

Corinthians inicia semana focado em fechar com novo técnico

Diretoria trabalha com opções, e quer concluir contratação o quanto antes

O Estado de S. Paulo

19 de dezembro de 2016 | 07h00

A semana que antecede o Natal tem mais pressão do que tranquilidade para a diretoria do Corinthians. Os dirigentes querem fechar o quanto antes o nome do novo treinador da equipe para a temporada 2017 e têm duas opções mais prováveis neste momento. Uma delas é no Brasil e a outra, no exterior.

Uma das revelações do último Campeonato Brasileiro, o técnico Jair Ventura, do Botafogo, interessa ao clube. O treinador foi efetivado no cargo em agosto, na vaga de Ricardo Gomes, e de interino se transformou em um profissional muito admirado na equipe carioca. O contrato dele termina no fim do ano e embora exista o interesse de renovar, o assédio do Corinthians pode pesar.

Nos próximos dias as conversas devem se intensificar. Antes de Ventura, o Corinthians chegou a procurar Guto Ferreira, do Bahia, porém desistiu de prosseguir com os contatos ao saber que o treinador e mais a sua comissão custariam mensalmente cerca de R$ 450 mil, fora ter de arcar com uma rescisão contratual de R$ 1 milhão.

Outra opção para o Corinthians é o colombiano Reinaldo Rueda, do Atlético Nacional. O contrato dele com o time de Medellín está perto do fim. O treinador que conquistou a última Libertadores tem 59 anos e experiência internacional no comando das seleções da Colômbia, Honduras e Equador, fora dois títulos nacionais pelo Nacional nos últimos anos.

Rueda finalizou neste domingo a participação no Mundial de Clubes com a conquista do terceiro lugar e deixou em suspense a decisão sobre continua na equipe. "É um tema para resolver em breve, e dependendo do resultado de uma consulta médica prevista para a próxima quinta-feira", explicou o treinador, que disse precisar provavelmente passar por uma cirurgia.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.