Corinthians já traça 2015 sem a principal peça, o treinador

Corinthians já traça 2015 sem a principal peça, o treinador

Diretoria quer renovar com Paolo Guerrero, contratar outro atacante e um lateral-direito antes mesmo de definir novo comandante

Vítor Marques, O Estado de S.Paulo

29 de outubro de 2014 | 05h00

O Corinthians tenta iniciar o planejamento do futebol para a próxima temporada sem a principal peça: o treinador. A diretoria afirma que está focada na renovação de contrato de atletas e na busca por reforços, apesar da incerteza no comando técnico do time e do cenário eleitoral no clube – as eleições para presidente serão em fevereiro.

Algumas prioridades estão traçadas: antecipar a renovação do contrato de Paolo Guerrero, contratar um outro atacante e um lateral-direito. Dudu, meia do Grêmio que pertence ao Dínamo de Kiev, está sendo observado e está na lista de reforços para 2015.


O presidente Mário Gobbi garantiu que o “departamento de futebol” não vai parar. Edu Gaspar, gerente de futebol, será o principal responsável nesse processo de renovação do elenco.

Roberto de Andrade, candidato à presidente da situação, acompanha de perto as contratações. Roberto é considerado favorito a vencer o pleito. O próximo presidente assume imediatamente após à eleição.

No sábado, Gobbi relevou que o clube será dirigido por uma equipe técnica durante a pré-temporada, em janeiro. Ele se referiu aos auxiliares técnicos do clube, Sylvinho, ex-jogador, e Fábio Carille. O contrato de Mano Menezes termina em dezembro e não será renovado. Ainda no sábado, Gobbi disse que quem vai decidir o novo treinador será o próximo presidente.

Sylvinho e Carille são funcionários do clube e vão trabalhar diretamente com Edu Gaspar e com o também ex-jogador Alessandro. A situação incomum para um início de temporada, quando a maioria dos técnicos já definiu o treinador, causou estranheza no elenco corintiano.

“Nunca passei por isso de começar a pré-temporada sem treinador, mas tanto o Sylvinho como o Fábio conhecem bem o elenco. Eles estão aqui há bastante tempo, o Sylvinho é da casa. Se isso acontecer estamos em boas mãos”, afirmou o meia Renato Augusto.

Tite continua sendo a primeira opção para assumir o clube na próxima temporada. A oposição quer o retorno de Vanderlei Luxemburgo, que nesta terça-feira disse ao SporTV que continuará no Flamengo.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.