Corinthians joga com torcida eufórica em Campo Grande

Ronaldo nem viajou para Campo Grande - poupado, ficou aprimorando a forma física em São Paulo. A torcida sul-mato-grossense lamentou a ausência do astro corintiano, mas, mesmo assim, está eufórica por ver o Corinthians em ação, nesta quarta-feira, a partir das 21h50, contra o Misto, no Estádio Morenão, pela segunda fase da Copa do Brasil.

FÁBIO HECICO, Agencia Estado

15 de abril de 2009 | 07h19

Mesmo jogando em Campo Grande, o Corinthians deve se sentir em casa no jogo desta quarta-feira, diante do enorme apoio que deve receber da torcida local. E, assim, o técnico Mano Menezes espera conseguir uma vitória por dois ou mais gols de diferença para eliminar o jogo de volta e conseguir a vaga antecipa nas oitavas-de-final.

Desde a chegada do Corinthians a Campo Grande, na manhã de terça-feira, o clima é de festa na cidade. A recepção no aeroporto foi calorosa. Depois, o apoio dos fãs locais se estendeu ao hotel e virou "loucura" no descontraído treino corintiano da tarde, com muita gente no estádio - foram cerca de 2 mil torcedores, segundo previsão da PM.

Mas o ato principal de apoio e devoção ao Corinthians será mesmo na noite desta quarta-feira, no Estádio Morenão. Foram colocados à venda 29.170 bilhetes para o jogo - mais de 20 mil entradas foram comercializadas até o final da tarde desta terça. E o Misto, mesmo sendo o time local, deve ter minoria nas arquibancadas.

"Nossa meta no ano que vem, do nosso centenário, é estar na Libertadores. E o caminho mais rápido é ganhando a Copa do Brasil", afirmou o volante Elias, que estava inicialmente cortado da delegação corintiana, mas acabou viajando para Campo Grande. De qualquer maneira, ele pode ser poupado, ficando com opção no banco.

Mano Menezes vai poupar alguns titulares, de olho no jogo de volta das semifinais do Campeonato Paulista, diante do São Paulo, domingo, no Morumbi. Mas não adiantou quem terá um descanso. A única certeza, por enquanto, é Ronaldo, que nem viajou. Mas Elias, William, Alessandro, Dentinho e André Santos também podem ter uma folga.

O fato de Mano Menezes levar praticamente todos os titulares para Campo Grande - o único ausente é Ronaldo - se explica. Ele quer ver todo o time unido numa semana de decisão. "Queremos repetir a semana passada", explicou o treinador, lembrando do trabalhou que resultou na vitória sobre o São Paulo no primeiro jogo da semifinal.

O Misto reconhece que sua torcida será minoria nesta quarta-feira no Morenão. "Vamos jogar em casa e com a torcida contra. É muito triste saber disso", admitiu o técnico Amarildo Carvalho. Em relação ao time, ele terá força máxima para tentar surpreender o Corinthians e forçar o jogo de volta, dia 23 de abril, no Pacaembu.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolCopa do BrasilMistoCorinthians

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.