Corinthians joga para garantir a melhor campanha geral

Vitória diante da Ponte Preta permite ao time de Tite, que vai escalar os reservas hoje, alcançar o objetivo por antecipação

Vítor Marques, O Estado de S.Paulo

30 de março de 2016 | 07h00

O Corinthians já está classificado para as quartas de final do Campeonato Paulista, mas tem como motivação para enfrentar a Ponte Preta nesta quarta-feira, às 21h45, no Itaquerão, a chance de confirmar por antecipação a primeira colocação geral do torneio.

Com 29 pontos, o time do técnico Tite pode chegar a 32 com uma vitória e, desta forma, não seria mais alcançando por São Bento ou Santos. Os concorrentes, que somam 23 pontos, até podem igualar a pontuação do Alvinegro, mas perdem no número de triunfos.

Com nove vitórias em 12 jogos, o que surpreende na campanha alvinegra é a regularidade da equipe mesmo alternando a utilização do time principal com equipes reservas. Hoje, por exemplo, o time que enfrenta a Ponte será formado por oito suplentes e três titulares (Cássio, Yago e Rodriguinho). “Mesmo sabendo que já estamos classificados, vamos buscar a vitória, afinal o torcedor está vendo, o treinador está vendo. Vamos entrar em campo para ganhar”, afirmou o lateral-esquerdo Guilherme Arana.

Os titulares até poderiam jogar hoje se fosse uma decisão. Eles entraram em campo no sábado e venceram o Ituano por 1 a 0. Mas Tite sabe o que tem pela frente. Dois jogos difíceis em um curto espaço de tempo: Palmeiras, domingo, e Santa Fe, quarta-feira, em Bogotá, pela Copa Libertadores.

Na terça, Tite treinou o time com jogadores que estão brigado por posição. Caso do próprio Arana, reserva de Uendel, e Luciano, atacante, que disputa vaga com André. “Eu fiquei muito tempo afastado, estou voltando, pegando o ritmo e quando chegar a minha vez quero agarrar minha chance e não soltar mais”, disse Luciano, que fez cinco jogos em 2016 por causa de lesão no joelho sofrida no ano passado. “Quem vai decidir quem joga é o Tite.”

Tudo o que sabemos sobre:
CorinthiansCampeonato PaulistaFutebol

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.