Evelson de Freitas/Estadão
Evelson de Freitas/Estadão

Corinthians joga pela liderança isolada na Libertadores

Alvinegro enfrentará San Lorenzo sem torcedores

Raphael Ramos, O Estado de S.Paulo

04 Março 2015 | 07h00

O Corinthians tentará tirar proveito da punição imposta pela Conmebol ao San Lorenzo que proíbe a entrada de torcedores na partida desta quarta-feira no estádio Nuevo Gasômetro, em Buenos Aires, para conquistar a segunda vitória seguida na Libertadores e se isolar na liderança da chave.

O San Lorenzo terá de jogar com portões fechados porque na segunda partida da final da Libertadores de 2014 a sua torcida utilizou sinalizadores e chegou a forçar a paralisação do jogo contra o Nacional, do Paraguai. O Nuevo Gasômetro é um “caldeirão”, e o time argentino tem ótimo retrospecto quando atua com o apoio da sua fanática torcida. Na campanha do título da Libertadores do ano passado, por exemplo, o time jogou sete vezes em casa, venceu seis e empatou uma.

“Na Arena Corinthians a nossa torcida tem nos ajudado muito. A gente tem de tirar proveito de a torcida deles não estar no estádio. Vai fazer falta para o San Lorenzo”, disse Jadson.

 

Sem a pressão da torcida argentina, o Corinthians promete ter a mesma postura que apresentou na vitória por 2 a 0 sobre o São Paulo na primeira rodada, quando sufocou o adversário. “Aquele padrão de jogo que tivemos contra o São Paulo é o que o Tite tem nos cobrado para que a gente apresente nos jogos”, afirmou Jadson.

Na Libertadores de 2013 o Corinthians também jogou em um estádio vazio. Foi contra o Millonarios, da Colômbia, no Pacaembu. O Alvinegro havia sido punido pela Conmebol por causa da morte do garoto Kevin Espada na partida contra o San Jose, na Bolívia, e apenas quatro torcedores conseguiram na Justiça o direito de acompanhar o jogo no estádio.

Além do técnico Tite, cinco atletas participaram daquela vitória por 2 a 0 e estarão no Nuevo Gasômetro nesta quarta-feira: Cássio, Gil, Renato Augusto, Danilo e Ralf.

“Dá para conversar mais durante o jogo. Tira a pressão da torcida, mas é estranho. Independentemente disso vamos tentar fazer um bom jogo. É preciso uma concentração muito maior”, disse o lateral-direito Fagner.

Na terça-feira, o time treinou no Nuevo Gasômetro e Tite fez duas alterações. Na zaga, Edu Dracena foi escalado entre os titulares no lugar de Felipe. No ataque, o colombiano Mendoza ficou com a vaga de Emerson, machucado. O meia Danilo permanece improvisado como centroavante já que Paolo Guerrero está suspenso.

FICHA TÉCNICA

SAN LORENZO

Sebastián Torrico; Julio Buffarini, Mauro Cetto, Matías Caruzzo e Emanuel Más; Franco Mussis, Juan Mercier, Quignon e Romagnoli; Sebastián Blanco e Mauro Matoso. Técnico: Edgardo Bauza

CORINTHIANS

Cássio; Fagner, Edu Dracena (Felipe), Gil e Uendel; Ralf, Elias, Renato Augusto, Jadson e Mendoza (Petros); Danilo. Técnico: Tite

Juiz: Carlos Vera (Equador)

Local: Nuevo Gasômetro, Buenos Aires

Horário: 22h

Na TV: Globo, FOX Sports e SporTV

Mais conteúdo sobre:
Futebol Corinthians Copa Libertadores

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.