Agência Corinthians
Agência Corinthians

Corinthians lança nova campanha de marketing: 'Corinthianismo - Fiel até o fim'

Clube pretende resgatar o lado sofredor da torcida, caracterizando o amor pelo clube como uma religião

Gonçalo Junior, O Estado de S.Paulo

19 de fevereiro de 2019 | 09h25

O Corinthians lançou uma nova campanha de marketing batizada de "Corinthianismo - Fiel até o fim". Com a ação, o clube pretende reforçar o lado sofredor da torcida, considerado um dos valores da história do clube. As décadas até a conquista de dois torneios mundiais e as dificuldades para o time construir seu estádio próprio são alguns pilares da campanha.

"O grande desafio do marketing de um clube de futebol é buscar a alma. Nesses dez anos em que a gente luta com esse desafio, para mim fica claro: a diferença está na forma como a Fiel se relaciona entre si", afirmou o diretor de marketing Luis Paulo Rosenberg no programa "Bem, Amigos", do SporTV, na noite desta segunda-feira.

O "corinthianismo" é caracterizado como uma religião. Além de um vídeo, a campanha conta com dez mandamentos escritos em pedra instalada na Arena Corinthians, santinhos entregues à torcida e um terço próprio. O clube vai lançar um site com uma vela para o torcedor mandar energia positiva ao clube e também um confessionário digital, onde o "Fiel" pode revelar o que já fez pelo clube em texto, áudio ou vídeo. A campanha conta com livro com a doutrina e história do "corinthianismo" (com milagres, peregrinações e cânticos).

"Foi uma década de grandes vitórias para o Corinthians. De repente, a gente começou a perceber que nosso DNA estava sendo perdido. O que nos une é que sempre soubemos que sofrer faz parte da vida. E que é da nossa solidariedade que construímos um time diferente. Tentamos recuperar esse sentimento. Se somos maloqueiros e sofredores, graças a Deus, temos de recuperar esse sentimento", completou o diretor.

Tudo o que sabemos sobre:
CorinthiansArena Corinthiansfutebol

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.