Corinthians: Leandro vai para o Locomotiv

O meia Leandro, que deveria enfrentar o Atlético-MG, hoje à noite, no Pacaembu, pela Copa Sul-Americana, foi negociado com o Locomotiv, de Moscou. O negócio deve ser sacramentado com a ida do jogador para os exames médicos de praxe, ainda neste final de semana. Mas o Corinthians e sua ex-parceira, a Hicks Muse, já receberam por fax um contrato fechando o negócio com as bases da transação: U$ 1 milhão. Desse total, o Corinthians fica só com U$ 50 mil, correspondente a 10% da parte que cabe a Hicks Muse. Leandro estava preso ao Corinthians mas os direitos federativos do meia pertenciam há três investidores: a Hicks Muse (50%), o Botafogo-RP (25%) e o Banco Axial (25%). A venda de Leandro para o Locomotiv vinha se arrastando há um mês. O executivo da Hicks Muse, Adhemar Magon Jr., trabalhou com cuidado para não expôr a empresa norte-americana, o jogador e o próprio Corinthians, como aconteceu com Liedson. O fechamento do negócio hoje pegou todo mundo de surpresa, inclusive o atleta, que deveria jogar contra o Atlético-MG. Leandro Lessa Azevedo vai completar 23 anos no próximo dia 13. Estreou pelo Corinthians em 26 de julho de 2000, com vitória por 2 a 0 sobre o Colo Colo, pela extinta Copa Mercosul. Fez 114 jogos com a camisa do Corinthians e marcou 17 gols. Foi campeão paulista em 2003, do Rio-São Paulo e da Copa do Brasil em 2003.

Agencia Estado,

30 de julho de 2003 | 19h27

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.