Divulgação/ Corinthians
Divulgação/ Corinthians

Corinthians leiloará camisas que homenagearam vítimas do ataque nos EUA

Clube firmou parceria com a Federação Israelita do Estado de São Paulo para arrecadar dinheiro com o uniforme e colaborar na luta contra o preconceito

João Prata, O Estado de S.Paulo

05 Novembro 2018 | 16h49

No jogo contra o Botafogo, os titulares do Corinthians entraram em campo com a camisa em homenagem às 11 vítimas fatais do atentado a uma sinagoga em Pittsburgh, no Estados Unidos. Agora, o clube realizará parceria com a Federação Israelita do Estado de São Paulo para leiloar esses uniformes.

Na camisa de cada jogador que começou a partida havia o nome de um vítima da principal tragédia antissemita da história do país. O Corinthians e a entidade ainda não definiram a data do leilão, nem o local onde será realizado. 

Está confirmado que parte da verba arrecadada será revertida para a construção de um monumento contra a intolerância. A obra será enviada para a sinagoga de Pittsburgh. A outra parte do dinheiro será doada para o Ten Yad (instituição beneficente israelita).

Uma das vítimas que teve o nome estampado no uniforme foi Rose Mallinger, de 97 anos, que havia sobrevivido ao holocausto, mas faleceu após o tiroteio. Testemunhas afirmaram que um homem entrou disparando na sinagoga. O principal suspeito é Robert Bowers, de 44 anos, que pode ser condenado à morte, se comprovada a autoria do atentado.

"Abominamos todos os tipos de injustiça social, violência, preconceito e, principalmente, atos de terrorismo. Por isso, refutamos o ódio emanado de diferenças religiosas  de cor, raça ou costumes", escreveu o presidente do Corinthians, Andrés Sanchez, por meio de nota. "Coisas como essas não podem se repetir. Cabe a cada um dar o exemplo para fazermos um mundo melhor. Relembrar e rechaçar as manifestações de preconceito são a melhor forma de combater estes surto de barbaridade."

O Corinthians perdeu para o Botafogo por 1 a 0 no jogo de domingo e caiu uma posição na tabela do Campeonato Brasileiro. O time alvinegro é o 12º colocado, com 39 pontos. A distância para a zona de rebaixamento, no entanto, seguiu inalterada: cinco pontos separam a equipe da degola. O time alvinegro volta a campo no sábado, no clássico contra o São Paulo, na Arena, pela 33ª rodada da competição.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.