Alex Silva/Estadão
Alex Silva/Estadão

Corinthians leva susto contra o Sport, mas vira líder do Brasileirão

Alvinegro chega à vitória graças a um gol de pênalti polêmico no fim

Raphael Ramos, O Estado de S. Paulo

13 Agosto 2015 | 00h08

O Campeonato Brasileiro tem um novo líder. Com a vitória por 4 a 3 sobre o Sport nesta quarta-feira no Itaquerão, o Corinthians chegou aos 37 pontos e assumiu a ponta da tabela pela primeira vez. Hoje torcerá conta o Atlético-MG, que tem 36 e recebe o Grêmio no Mineirão no encerramento da 18.ª rodada. A vitória foi garantida por Jadson, de pênalti, aos 41 minutos do segundo tempo. O lance gerou muita reclamação do time pernambucano, que antes da partida já havia protestado contra a escolha de um trio de arbitragem paulista.

Polêmicas à parte, a liderança coroa a grande fase do Corinthians. Após um início de campeonato irregular, a equipe está invicta há dez rodadas e conquistou ontem a sétima vitória seguida em casa.

Luciano é o principal símbolo da boa fase . Titular após desbancar Vagner Love às vésperas do clássico com o São Paulo, o atacante marcou dois gols ontem. Em apenas duas partidas como titular Luciano já balançou as redes três vezes - mesmo número de Love em todo o campeonato.

O Corinthians começou o jogo muito bem, com a marcação avançada e boas trocas de passes no ataque. Assim, não demorou muito para abrir o placar. Aos 12 minutos, Fagner começou a jogada pela direita, tocou para Jadson, que acionou Elias. O volante encontrou Luciano entre os zagueiros e o atacante, de carrinho, desviou a bola para o fundo da rede.

Mas não houve muito tempo de alívio. Quatro minutos depois o Sport empatou após falha da defesa alvinegra. Marlone teve facilidade para fazer o cruzamento pela esquerda e mandou a bola no espaço vazio entre Gil e Uendel, onde estava André. Sem marcação, o ex-santista só completou de cabeça para o gol.

O jogo perdeu intensidade após o gol do Sport. As duas equipes passaram a trocar passes de lado, na busca por alguma brecha na defesa adversária. O time pernambucano era ligeiramente superior graças à movimentação de Diego Souza e André. Os dois não davam sossego aos zagueiros. No Corinthians, Malcom trocou de lado e passou a jogar pela direita. A mudança, no entanto, não surtia muito efeito porque a bola não chegava “redonda” para o atacante. Quando conseguia receber a bola em boas condições, Malcom não se entendia com Luciano para dar sequência às jogadas. 

Sem muitas opções, o Corinthians passou exagerar nas bolas alçadas à área. De tanto insistir, o gol saiu justamente após um cruzamento. Aos 46, Jadson cobrou escanteio pela esquerda, Bruno Henrique desviou para trás e, no meio da pequena área, Luciano recolocou o Corinthians em vantagem. 

No intervalo, Tite substituiu Uendel, com dores no músculo adutor da coxa direita, pelo garoto Guilherme Arana, campeão da última edição da Copa São Paulo. Com um minuto, Luciano teve a chance de fazer o terceiro após driblar Danilo Fernandes, mas viu Samuel Xavier tirar a bola em cima da linha. Melhor no jogo e com uma postura mais agressiva em relação ao primeiro tempo, o Corinthians pressionou o Sport no campo defensivo e ampliou a vantagem aos 14 minutos. Jadson fez ótimo lançamento nas costas da defesa para Malcom. Antes do arremate, o atacante foi interceptado por Samuel Xavier, que deu um carrinho e mandou a bola para o próprio gol.

O jogo estava nas mãos do Corinthians, que acabou se complicando graças aos seus próprios erros. O time tirou o pé do acelerador e chamou o Sport para o seu campo. Aos 26, Guilherme Arana recua errado para Gil e entregou a bola nos pés de Hernane, que só encobriu Cássio para manter o Sport vivo. O gol empolgou o time pernambucano, que aproveitou nova falha do Corinthians para empatar cinco minutos depois. Diego Souza cruzou para Hernane, de carrinho, tocar no canto esquerdo de Cássio.

Empurrado pela sua torcida, o Corinthians não desistiu de buscar a vitória e conseguiu um pênalti aos 40 minutos. Guilherme Arana fez o cruzamento e a bola bateu no braço direito de Rithely. Após muita reclamação dos jogadores do Sport, Jadson bateu o pênalti com perfeição e garantiu a vitória alvinegra.

FICHA TÉCNICA

CORINTHIANS 4 x 3 SPORT

CORINTHIANS - Cássio; Fagner, Edu Dracena, Gil e Uendel (Guilherme Arana); Bruno Henrique (Ralf), Elias, Jadson e Renato Augusto; Malcom (Rildo) e Luciano. Técnico: Tite.

SPORT - Danilo Fernandes; Samuel Xavier, Matheus Ferraz, Durval e Renê; Rodrigo Mancha, Rithely, Marlone e Diego Souza; Elber (Régis) e André (Hernane). Técnico: Eduardo Baptista.

GOLS - Luciano, aos 12 e aos 46, e André, aos 16 minutos do primeiro tempo; Samuel Xavier (contra), aos 14, Hernane, aos 26 e aos 31, e Jadson (pênalti), aos 41 minutos do segundo tempo.

CARTÕES AMARELOS - Gil (Corinthians); Samuel Xavier (Sport).

ÁRBITRO - Luiz Flávio de Oliveira (Fifa/SP).

RENDA - R$ 1.671.129,76.

PÚBLICO - 30.941 pagantes.

LOCAL - Estádio Itaquerão, em São Paulo (SP).

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.