Daniel Augusto Jr./Ag. Corinthians
Daniel Augusto Jr./Ag. Corinthians

Corinthians leva susto, mas supera a Ferroviária de virada

Alvinegro sofre para vencer pela segunda vez no Paulistão, em jogo disputado no Pacaembu

Daniel Batista, O Estado de S.Paulo

24 Janeiro 2018 | 21h30

No jogo em que a torcida do Corinthians esperava ver Júnior Dutra fazendo bonito como titular e o jovem Mateus Vital, de 19 anos, estrear com chave de ouro, quem garantiu a festa foram dois velhos conhecidos. De virada, com gols de Balbuena e Clayson, a equipe alvinegra venceu a Ferroviária por 2 a 1 e alcançou o segundo resultado positivo no Paulistão, em um jogo mais difícil do que o esperado.

+ TEMPO REAL - Corinthians 2 x 1 Ferroviária

+ TABELA - Classificação completa do Paulistão

O primeiro tempo foi daqueles que servem para mostrar que ter mais a posse de bola não é sinal de sucesso. O Corinthians dominou o jogo e pressionou o quanto deu a Ferroviária, mas não conseguiu criar muita coisa. O único lance de real perigo partiu de Balbuena, que carimbou a trave em uma tentativa de cabeça.

Já a equipe de Araraquara chegou uma vez e foi certeira Em uma escapada dos visitantes, Léo Castro subiu mais que todo mundo na área e abriu o placar, aos 18 minutos. Antes, a Ferroviária já mostrava que tinha ido ao Pacaembu fechada e com o empate como um grande resultado. Vencendo, era mais do que o esperado.

+ Carille admite que pode escalar Júnior Dutra para encarar o São Paulo

+ Cássio vê Corinthians mais maduro e organizado após vitória sobre a Ferroviária

O gol foi um balde de água fria para um time que vivia a expectativa de ver Mateus Vital em ação pela primeira vez e Júnior Dutra como titular no ataque, algo que muitos torcedores pediram, por causa das más atuações de Kazim.

Na etapa final, a pressão corintiana continuou e logo surtiu efeito. Aos 2, Balbuena aproveitou cruzamento de Fagner e desta vez marcou de cabeça. Início de temporada, é difícil conseguir manter um ritmo intenso por muito tempo e com isso, a “blitz” corintiana amenizou.

A Ferroviária tentou sair do campo de defesa, mas parecia estar com medo de deixar espaço e se aventurou ao ataque com muita cautela. Carille mandou o time para o ataque, colocou Jadson, Clayson e Romero, os titulares que tinham sido poupados e começaram no banco e foi coroado pela coragem.

Aos 37, Clayson fez bela jogada e bateu cruzado, para virar o placar, dar maior Justiça ao placar e mais moral para encarar o São Paulo, no sábado. 

FICHA TÉCNICA

CORINTHIANS 2 x 1 FERROVIÁRIA

Gols: Léo Castro, aos 18 do 1º tempo; Balbuena, aos 2, e Clayson aos 37 do 2º tempo.

CORINTHIANS: Cássio; Fagner, Pedro Henrique, Balbuena e Juninho Capixaba; Gabriel (Jadson), Maycon, Marquinhos Gabriel (Romero), Mateus Vital e Lucca (Clayson); Júnior Dutra. Técnico: Fábio Carille.

FERROVIÁRIA: Tadeu; Alisson, Élton (Patrick), Luan e Daniel Vançan; Bruno Silva, Íkaro e Velicka (Moacir); Hygor, Léo Castro e Welinton Júnior (Marco Damasceno). Técnico: PC de Oliveira.

Juiz: Adriano de Assis Miranda.

Cartão amarelo: Luan.

Público: 19.219 pagantes.

Renda: R$ 665.829,50.

Local: Pacaembu, em São Paulo.

Mais conteúdo sobre:
Corinthians futebol

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.