Daniel Augusto Jr./Ag. Corinthians
Daniel Augusto Jr./Ag. Corinthians

Corinthians libera e Mendoza volta à Índia por empréstimo

Colombiano esteve em 29 partidas e marcou três gols pelo alvinegro

Estadão Conteúdo

31 de agosto de 2015 | 14h45

Depois de perder espaço no elenco do Corinthians, o atacante colombiano Stiven Mendoza terá casa nova até o fim do ano. Ou melhor, voltará para um clube que conhece muito bem: o Chennaiyin, da Índia, onde atuava antes de despertar o interesse do time paulista. O retorno, por empréstimo até o fim do ano, foi anunciado nesta segunda-feira pelos indianos.

Titular em algumas partidas do início do Campeonato Brasileiro, Mendoza perdeu espaço com o crescimento de Malcom e a chegada de Rildo, se tornando somente a terceira opção para a posição. Nas últimas partidas, vinha sofrendo com a falta de espaço e na maioria delas sequer foi a campo.

Por isso, a diretoria corintiana aceitou liberá-lo para retornar ao Chennaiyin neste últimos meses de 2015. A Super Liga da Índia é um campeonato de tiro curto, começa no início de outubro e vai até o fim de dezembro. A tendência é que Mendoza volte ao time paulista no ano que vem.

"Estou muito animado por chegar ao Chennaiyin por empréstimo para a segunda temporada na liga. É uma honra jogar pelo Corinthians no Brasil e gostei da experiência lá. Mas eu tive momentos fantásticos na liga ano passado e gostaria de agradecer à oportunidade de voltar. Também sou grato ao Corinthians por aceitar esta negociação e sei que desta vez haverá mais expectativa sobre mim", afirmou.

O veloz jogador de 23 anos atuou em 29 partidas com a camisa do Corinthians, tendo marcado três gols. Na Índia, Mendoza tem números bem melhores, tendo marcado quatro vezes em sete partidas pelo Chennaiyin na temporada passada. Seu retorno animou o técnico da equipe, o ex-zagueiro italiano Marco Materazzi.

"Estou muito feliz por ter o Mendoza de volta este ano. Temos trabalhado bastante para a contratação de estrangeiros e sempre soube que seria difícil achar um jogador do calibre do Mendoza. Então, a melhor solução era recuperá-lo e sou grato ao Corinthians pelo acordo. Mendoza foi um dos melhores jogadores do ano passado e tem somente 23 ano, o que lhe dá muito tempo para evolução", comentou Materazzi.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolCorinthiansMendozabrasileirao

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.