Corinthians: Mano Menezes reforça a cautela para o clássico

Seu respeito pelo São Paulo não significa falta de ambição de ganhar o jogo de domingo, diz o técnico

25 de janeiro de 2008 | 12h32

O técnico Mano Menezes reforça: o time do Corinthians tem de ter muito respeito e cautela para o clássico de domingo contra o São Paulo, às 16 horas - com transmissão online do estadao.com.br. Ele negou na manhã desta sexta-feira que suas palavras devam ser interpretadas como desmotivação, como chegou a criticar o presidente Andrés Sanchez após a entrevista coletiva do técnico na quarta."Se você tomar a iniciativa se expõe demais. Nós vamos atacar, o São Paulo vai nos atacar, então temos que encontrar a melhor formação para isso. A gente tem falado aquilo que pensa e o que eu disse não pode ser conhecido como falta de ambição de superar o São Paulo. Temos condição de fazer isso, mas precisamos fazer um algo mais, entendemos que o São Paulo tem uma vantagem sim", diz, em entrevista à rádio Jovem Pan.Mano voltou a reforçar que o atacante Adriano, jogador de maior destaque no time tricolor atualmente, seja sua maior preocupação. "Ele é um jogador muito forte, que conclui muito bem, não podemos dar espaço para ele girar e concluir. Mas não estamos de olho só nele".MEXE POUCOSobre o time que deve jogar, o técnico corintiano pretende esperar até domingo para definir quem será escalado. "Vamos esperar mais um pouco para definir o time. Não devemos mexer muito na equipe porque esse não é o momento, temos que avançar idéias e vamos estudá-las. A equipe precisa entender que tivemos muito mais chance de jogar contra o Paulista, que não teremos contra o São Paulo", exemplifica.O tempo de trabalho que Mano tem à disposição são os treinos desta sexta-feira e do sábado. As poucas mudanças a que ele se refere é a possível entrada do volante Bóvio, que faria sua estréia. Fabinho, também recém-contratado, ainda aguarda a definição burocrática de seu contrato para saber quando terá chances. "O Fabinho segue fora, precisa de mais condicionamento. Ele está bem fisicamente, mas precisa de mais condição de jogo", aponta o técnico.CAUTELA COM A TVMano Menezes comentou ainda como será a relação com a futura TV Corinthians, que pretende mostrar os bastidores do time. "Nós, que somos tão tradicionais nos vestiários, estamos nos acostumando. Estamos tomando os devidos cuidados para que seja algo que não atrapalhe nosso dia-a-dia e temos de saber conviver com ele. De maneira nenhuma deve interferir na naturalidade do nosso trabalho, criar constrangimento. Vai mostrar as partes mais abertas da concentração, não o relacionamento direto jogador-jogador, técnico-jogador, nem coisas que envolvam estratégias. Isso seria aberto demais."

Tudo o que sabemos sobre:
CorinthiansMano MenezesPaulistão A-1

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.