Corinthians marca no fim e bate o Barueri no Pacaembu

André Santos marca aos 49 do segundo tempo e time ganha por 1 a 0, com dois a mais; Chicão perde pênalti

Tercio David, estadao.com.br

13 de setembro de 2008 | 18h03

Jogando com dois jogadores a mais boa parte do tempo, perdendo um pênalti e com gol no último lance. Do jeito que a torcida gosta, o Corinthians venceu o Barueri por um suado 1 a 0 no Pacaembu, pela 24.ª rodada da Série B.Veja também: Ouça o gol da vitória do Corinthians no Território Eldorado Brasileirão Série B - Classificação Brasileirão Série B - Resultado / Calendário Corinthians anuncia o acerto com Cristian, do Flamengo  Mano reclama de 'influência externa' na decisão do árbitro Dê seu palpite no Bolão Vip do Limão  André Santos: é preciso lutar até o final Com isto, o Corinthians chegou apenas a 54 pontos e manteve a vantagem de nove pontos para o vice-líder Avaí. Além disto, o time abriu 15 pontos para o quinto colocado Barueri, o primeiro fora do G-4.Na próxima rodada, com todos os jogos marcados para terça-feira, o Corinthians visita o Brasiliense, na Boca do Jacaré. Já o Barueri, encara o Santo André, no Bruno José Daniel.DOMÍNIO E SUSTOSEmbora o Corinthians tivesse o domínio territorial, quem levou mais perigo no primeiros minutos foi o Barueri. Aos 14, Pedrão recebeu livre na área, dominou, passou por William e bateu firme para boa defesa de Felipe. A bola ainda escapou do goleiro e passou rente à trave, mas para fora.O mesmo Pedrão tentou novamente, aos 18, quando dominou bem na intermediaria, avançou até a meia-lua e bateu firme para outra boa defesa de Felipe, em dois tempo.Depois de tomar dois sustos quase seguidos, o Corinthians acordou e foi aí que aconteceu o lance mais polêmico do primeiro tempo.Aos 22, Herrera foi derrubado pro Duílio quase na linha da grande área. Atendendo uma indicação do auxiliar, o árbitro Domingos de Jesus Viana Filho marcou o pênalti, considerando que o corintiano tivesse sido derrubado dentro da área.No entanto, instantes depois, o árbitro voltou atrás e marcou acertadamente apenas a falta, apesar dos lamentos corintianos. Os ânimos só foram acalmados após a expulsão, também acertada, de Duílio, que impediu Herrera de chegar na cara do gol com falta.Pressionando ainda mais, o Corinthians passou a perder várias chances de abrir o placar ainda no primeiro tempo, principalmente com Lulinha, Herrera e André Santos. CORINTHIANS1Felipe; Alessandro     , Chicão, William e André Santos; Nilton (Diogo Rincon), Elias, Douglas     , Lulinha (Bebeto, depois Careca) e Morais; Herrera     Técnico: Mano Menezes BARUERI0Renê     ; Marcos Pimentel, Diego, Duílio      e Márcio Careca (Ávalos); Leandro Castan     , Max Carrasco, Flávio      e Ésley     ; Pedrão (Diego Silva) e Thiago Humberto (Leanderson)Técnico: Márcio AraújoGols: André Santos, aos 49 minutos do segundo tempoÁrbitro: Domingos de Jesus Viana Filho (PA)Renda: Não disponívelPúblico: 27.778 totalEstádio: Pacaembu, em São PauloNo segundo tempo, a pressão corintiana só fez aumentar. Aos 11, depois de uma cobrança de falta de André Santos, Nilton desviou de cabeça e quase acertou o alvo. A bola foi para fora, mas passou tão perto que a torcida chegou a comemorar. RENÊ COMPLICAO grito de gol ficou mais uma vez preso na garganta do torcedor do Corinthians aos 19. Depois de uma cobrança de falta de André Santos, Leandro Castan agarrou Herrera na área e o árbitro marcou o pênalti e expulsou o volante, que já tinha amarelo. Na cobrança, Chicão bateu mal e Renê pegou fácil. Jogando com dois a mais, o Corinthians pressionou mais ainda. Mas sempre que chegou, parou em Renê, que travou um duelo particular com os atacantes corintianos. E quase saiu vencedor.No último lance do jogo, finalmente saiu o gol do Corinthians. Aos 49, Douglas cruzou da esquerda e André Santos chegou batendo de primeira, do bico da pequena área, e desta vez Renê não conseguiu salvar.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.