André Lessa/AE
André Lessa/AE

Corinthians: médico crê em recuperação de Adriano antes do previsto

Joaquim Grava avalia que cicatrização é mais rápida na união do tendão com o músculo

AE, Agência Estado

20 de abril de 2011 | 12h51

SÃO PAULO - Antes mesmo de estrear pelo Corinthians, o atacante Adriano sofreu na última terça-feira uma grave lesão na perna esquerda. Ele foi operado com sucesso nesta quarta e, segundo o médico Joaquim Grava, que supervisionou a cirurgia no tendão de Aquiles do jogador, o prazo previsto de cinco meses para recuperação pode até ser reduzido.

"Tivemos felicidade de a lesão não ser no meio de tendão, mas sim na união do tendão com o músculo. Então a cicatrização é mais facilitada, o tecido se regenera mais rápido. Então ele pode se recuperar mais precocemente. Cinco meses é um prognostico acadêmico. Mas esse tempo pode diminuir ou aumentar. Depende do individuo. Acredito que possamos abreviar esse tempo", declarou o médico.

Adriano foi confirmado como reforço do Corinthians no dia 28 de março e chegou claramente acima do peso - seis quilos, segundo o clube. No entanto, de acordo com Joaquim Grava, a contusão sofrida pelo jogador não tem nenhuma relação com o peso.

ESPN - Médico chama lesão de Adriano de fatalidade e crê em tempo de recuperação menor

"O Beckham já teve uma lesão de tendão de Aquiles e não é gordo. É uma etapa de azar na vida do Adriano. Passando essa etapa tenho certeza que ele terá só sucesso", afirmou o médico, lembrando a contusão do meia inglês, no começo do ano passado, que o tirou da Copa do Mundo da África do Sul.

"Ele já estava fazendo um fortalecimento muscular, trabalhos aeróbicos pesados. Era o momento de ir para o campo. Já estava perdendo antecipadamente a quantidade de peso que estava previsto. Foi uma fatalidade, realmente", completou Joaquim Grava, ao comentar sobre o estágio da recuperação de Adriano antes da lesão no tendão de Aquiles, já que ele havia operado o ombro no começo do ano.

Agora, Adriano ganhará uma semana de folga, para ir ao Rio, e voltará depois para fazer o tratamento em São Paulo. Caso a previsão do médico corintiano não seja confirmada e o período de afastamento acabe sendo de cinco meses, o jogador deverá fazer sua estreia pelo clube apenas no segundo turno do Campeonato Brasileiro.

Veja também:

linkCirurgia de Adriano é bem sucedida no Corinthians, nesta terça-feira

blog ANTERO GRECO - Adriano precisa se benzer

som ESTADÃO ESPN - "É uma etapa de azar, de fatalidades", diz médico do Corinthians 

Tudo o que sabemos sobre:
futebolCorinthiansAdriano

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.