Corinthians não acerta com Luiz Mário

O Corinthians ainda está com o elenco indefinido para a temporada. Há três dias que o campeão paulista treina em Serra Negra, mas o técnico Carlos Alberto Parreira não sabe com quem poderá contar para a estréia no Torneio Rio-São Paulo contra o Fluminense, dia 20, no Maracanã. Depois de ter dispensado 9 atletas, o Corinthians conta com 25 jogadores sob o comando de Parreira, mas nem todos estão com a situação regularizada com o clube. O meia-atacante Luís Mário, que retornou ao Corinthians depois de ter atuado pelo Grêmio em 2001, ainda não acertou sua situação com o clube paulista. Seu contrato termina no fim do mês, mas o jogador, segundo a diretoria, estaria exigindo muito dinheiro para permanecer no Parque São Jorge. Ele disse ter sido valorizado no Sul, por isso quer agora o reconhecimento do Corinthians. "Se ficar assim, prefiro voltar para o Grêmio", disse o jogador, que também interessa ao Flamengo. Seu nome está no "pacote" das negociações que o clube carioca quer fazer com o Corinthians. O volante Rogério também aguarda o desfecho do acordo entre Corinthians e Flamengo. O jogador já manifestou o desejo de defender o clube carioca. Ele seria trocado por Vampeta, mais uma dívida de US$ 2,25 milhões que o Flamengo tem com o Corinthians. O empresário de Rogério, o ex-lateral-direito Cláudio, disse hoje que os dirigentes dos dois clubes continuam aguardando as propostas. Mas os familiares de Vampeta, contando com sua volta ao Corinthians, estariam até procurando apartamento para Vampeta morar novamente em São Paulo. Quanto a Luizão, a sua transferência para o Betis, da Espanha, como anunciava o procurador do atacante Francisco Monteiro, o Todé, não deve ocorrer. O empresário disse que o Betis estaria disposto a pagar US$ 12 milhões por Luizão. Mas o Betis, por meio da diretoria, anunciou que não paga mais do que US$ 6 milhões pelo atacante. Por esse valor, o Corinthians e a Hicks Muse não devem fazer negócio.

Agencia Estado,

09 de janeiro de 2002 | 19h31

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.