Andrés Cristaldo/EFE
Andrés Cristaldo/EFE

Corinthians não dá prazo para quitar direitos de imagem

Clube busca empréstimo bancário para pagar R$ 15 milhões

VÍTOR MARQUES, Estadão Conteúdo

07 de maio de 2015 | 17h29

Os direitos de imagem de parte do elenco do Corinthians continuam atrasados e a diretoria ainda não deu novo prazo para quitar os débitos. São quase R$ 15 milhões. O diretor financeiro Emerson Piovezan admitiu nesta quinta-feira que o clube trabalha com a hipótese de obter um empréstimo em um banco para pagar os jogadores. Segundo ele, não há atraso de salários.

"Os salários estão sendo pagos em dia. Não há atraso. O que acontece é que, como todos vocês sabem e isso já é público, alguns jogadores estão com direitos de imagem atrasados", afirmou Piovezan à reportagem. "Vamos resolver isso em breve. Estamos trabalhando com algumas instituições financeiras."

Renato Augusto, Guerrero, Elias, Danilo, Elias, Emerson Sheik e Ralf são os jogadores que aguardam o pagamento dos direitos de imagem atrasados. Alguns têm débitos de até oito meses.

Piovezan não vê relação entre os atrasos de direitos de imagem atrasados e o momento ruim da equipe. "Quero deixar claro que a diretoria tem total confiança no profissionalismo do elenco corintiano", afirmou Piovezan.

O zagueiro Gil, em entrevista coletiva, também defendeu o jogadores. "Nós nos classificamos na pré-Libertadores e já se falava sobre isso (atraso de direitos de imagem). Somos profissionais e comprometidos", afirmou.

Na quarta-feira, o Corinthians ficou em situação complicada na Copa Libertadores ao perder para o Guaraní, em Assunção, por 2 a 0. O jogo da volta será na próxima quarta, no Itaquerão. Por ora, não há previsão de pagamento até o jogo da volta.

EMPRÉSTIMO

A reportagem apurou que o Corinthians tentou um adiantamento dos direitos de televisão com a TV Globo. O clube tem R$ 170 milhões a receber da emissora em 2016. A ideia é antecipar uma parte desse valor em forma de empréstimo bancário. O clube tenta obter um adiantamento de R$ 80 milhões. Além de pagar os direitos de imagem atrasados, seria possível encaminhar a renovação de contrato de Guerrero.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolCorinthianscopa libertadores

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.