Corinthians não esconde insatisfação e critica árbitro do clássico

As reclamações contra a arbitragem não se limitaram ao gol irregular de André, que teve três impedimentos no lance

FÁBIO HECICO, Agência Estado

19 de agosto de 2012 | 20h13

SANTOS - O Corinthians não escondeu a insatisfação com a arbitragem no clássico disputado neste domingo contra o Santos, na Vila Belmiro, do qual saiu derrotado por 3 a 2. Do técnico aos jogadores, todos criticaram o árbitro em razão do gol irregular marcado por André no início da segunda etapa. As reclamações, no entanto, não se limitaram a apenas esse lance.

"Vamos fazer o quê? Não dá para falar nada, tem de ficar quieto. É difícil falar, vou reclamar e durante a semana me punem", comentou o meia Douglas. "A gente fica chateado, óbvio que o resultado foi definido nos detalhes, mas essa arbitragem não tem capacidade para apitar um clássico."

Tite também se mostrou frustrado com a arbitragem. "Quero primeiro enaltecer o grande jogo que foi, o grande jogo do Corinthians e a capacidade de concentração que tivemos. A arbitragem errou de forma muito clara, lamentável, em lances pontuais. Fomos bater uma falta no final do jogo, jogar para área e o Neymar deve ter ficado quatro, cinco, seis passos da bola. Avisei o árbitro reserva e nada. Foram lances que acabaram tirando um pouquinho do baita clássico", lamentou o treinador.

Segundo os jogadores do Corinthians, o árbitro Flávio Luiz Guerra chegou a ignorar faltas claras e a dar outras que não existiram. "Com a arbitragem favorecendo o adversário, fica bem difícil. Não pode tocar no Neymar que já é falta", disse o zagueiro Wallace.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolBrasileirãoCorinthians

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.