Corinthians não paga 1ª parcela do 13º

A derrota para o Bahia, no domingo, não gerou tanta preocupação no Parque São Jorge quanto a constatação dos funcionários no caixa do banco: a primeira parcela do 13º, que deveria ter caído na conta na sexta-feira, nesta segunda também não caiu. O clube enfrenta uma séria crise financeira. A dívida, que hoje é de R$ 12 milhões, deve ultrapassar os R$ 15 milhões com as obrigações de fim de ano - férias e 13º dos jogadores e funcionários. O presidente Alberto Dualib está se esforçando para conseguir pelo menos os R$ 3,5 milhões do 13º. Mas todas as tentativas, inclusive junto aos parceiros do clube, não deram certo.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.