Corinthians não suporta pressão e perde para o Náutico

Gol da vitória é marcado aos 45 minutos do segundo tempo, em cobrança de pênalti, por Geraldo

André Rigue, do estadao.com.br,

21 de outubro de 2007 | 18h09

Na batalha contra a Série B, o Corinthians caiu diante do Náutico por 1 a 0, com gol de pênalti aos 45 minutos do segundo tempo, em partida disputada neste domingo no Estádio dos Aflitos, pela 32.ª rodada do Campeonato Brasileiro. O resultado manteve os corintianos na zona de rebaixamento, com 38 pontos - 39,60% de aproveitamento.  Veja também:  Classificação Calendário / Resultados São Paulo vence o Cruzeiro e torcida já comemora o título Esta foi a segunda derrota do Corinthians no comando do técnico Nelsinho Baptista, que durante a semana havia dito que uma vitória contra o Náutico seria fundamental para escapar da Série B. Mesmo que vença o Figueirense no próximo domingo, no Pacaembu, o clube não conseguirá sair da zona de rebaixamento. O resultado também quebra uma série invicta do Corinthians, que não perdia no Brasileirão há três partidas - antes de pegar os pernambucanos, havia vencido o São Paulo (1 a 0) e empatado com Inter e Fluminense (ambos por 1 a 1). A derrota de Nelsinho foi para o Sport, por 2 a 1, em sua estréia. Náutico1Fabiano; Sidny (Marcelo Silva), Vágner Silva, Everaldo e Júlio César; Elicarlos, Daniel Paulista, Geral e Marcelinho; Ferreira    (Radamés) e Felipe (Serginho)Técnico: Roberto FernandesCorinthians0Felipe; Fábio Ferreira, Zelão, Betão e Iran (Bruno Bonfim   ); Carlos Alberto, Moradei, Carlão    (Aílton) e Gustavo Nery (Amaral); Lulinha    e FinazziTécnico: Nelsinho BaptistaGols: Geraldo, aos 45 minutos do segundo tempoÁrbitro: Heber Roberto Lopes (Fifa-PR)Estádio: Aflitos, em Recife  Por causa do forte calor em Pernambuco, as equipes passaram grande parte do primeiro tempo concentrando as jogadas no meio-campo. O primeiro lance de perigo só aconteceu aos 39 minutos, quando Marcelinho acertou um forte chute de fora da área e obrigou o goleiro Felipe a se esticar para defender.  A resposta corintiana foi rápida. Aos 42 minutos, o zagueiro Fábio Ferreira recebeu passe de Iran e surgiu como homem surpresa na área. O jogador chutou forte, sobre o zagueiro Everaldo. Se tivesse calma para ajeitar a bola, certamente balançaria as redes de Fabiano.  No segundo tempo, o jogo continuou no mesmo estilo, com um volume maior para os pernambucanos. Porém, as duas equipes demonstraram problemas nas finalizações, principalmente Sidny, do Náutico. Quando a bola ia para o gol, os goleiros Felipe e Fabiano tratavam de manter o placar no 0 a 0. Entretanto, o Corinthians acabou falhando aos 45 minutos do segundo tempo. Ailton derrubou Vágner dentro da área e o árbitro Heber Roberto Lopez marcou pênalti. Geraldo cobrou no canto direito do goleiro Felipe, que pulou para a esquerda, fazendo a festa dos torcedores pernambucanos, que lotaram o Aflitos. Para tentar evitar o rebaixamento, o Corinthians ainda terá seis duelos no Nacional: o clube pega Figueirense, Atlético Paranaense e Vasco, em casa, e Flamengo, Goiás e Grêmio, fora.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.