Eduardo Nicolau/AE
Eduardo Nicolau/AE

Corinthians não venderá ingressos para final contra o Inter

Diretoria do clube paulista afirma que sócios-torcedores e os que reservaram via Timão Tur terão prioridade

Marcel Rizzo e Vítor Marques - Jornal da Tarde,

23 de junho de 2009 | 20h24

Se você é corintiano, mas não é sócio-torcedor, de organizadas, diretor ou patrocinador do clube, esqueça ver ao vivo o que pode ser o terceiro título do Corinthians na Copa do Brasil. Sua única opção de acompanhar o duelo contra o Internacional, na quarta-feira que vem, em Porto Alegre, seria comprar pacote pela agência Timão Tur. Mas já há mais reservas do que provavelmente pacotes a vender por conta do número reduzido de ingressos que o clube gaúcho pretende disponibilizar.

Veja também:

linkFelipe, do Corinthians, já sonha com disputa da Libertadores

linkDentinho quer ganhar do Atlético-PR para buscar líder

linkRoma estaria interessada em André Santos

linkBolívar renova contrato com o Inter e pode jogar decisão

linkTécnico do Atlético-PR prevê jogo duro com Corinthians

lista COPA DO BRASIL - Resultados e calendário

especialMASCOTES - Baixe o papel de parede do seu time

especial Dê seu palpite no Bolão Vip do Limão

Em comunicado, a diretoria corintiana informou nesta terça que não haverá venda em bilheteria. O motivo, segundo a assessoria do clube, é que até o momento não se sabe a carga que o Internacional vai enviar a São Paulo e o clube precisa priorizar os sócios-torcedores (que pagam taxas mensalmente) e aqueles que já reservaram via Timão Tur.

Somam-se a esses privilegiados os torcedores de organizadas e os diretores que receberão os bilhetes, provavelmente por preços mais baixos - ainda não está definido o valor. Também não se sabe quantos ingressos serão liberados para cada pretendente. Por isso, é possível que mesmo alguns que fizeram reservas na agência de viagens acabe sem entrada para a partida.

TELÃO

Em São Paulo, haverá telão no Parque São Jorge. Os sócios não pagam nada e não-sócios desembolsam R$ 10. A diretoria iniciou campanha pedindo aos que não tenham ingressos que não viagem a Porto Alegre. O presidente Andrés Sanchez quer evitar o que aconteceu no ano passado na final da mesma competição contra o Sport, no Recife.

Muitos corintianos viajaram a Pernambuco sem bilhete. A direção do Sport, alegando que já havia vendido parte do espaço reservado aos visitantes para torcedores corintianos do Nordeste, disponibilizou menos de mil entradas, o que gerou protestos na praia de Boa Viagem, próximo ao hotel no qual a delegação do Corinthians estava hospedada.

A situação gerou bate-boca entre as diretorias. Sanchez conseguiu com o governador Eduardo Campos que fosse colocado um telão em uma praça da capital pernambucana.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.