Corinthians nega parceria com o Fla

Andres Sanches, vice-presidente do Corinthians, negou hoje que o clube tenha assinado uma parceria com o Flamengo. Disse que o que houve foi apenas um acordo amigável entre os dois gigantes do futebol brasileiro. Mas admitiu que alguns jogadores corintianos podem ser emprestados para o clube carioca na semana que vem. Dentre os nomes especulados estão os do zagueiro Marquinhos, dos meias Elton e Dinelson e dos atacantes Jô e Wilson. Eles não seriam aproveitados por Daniel Passarella, que reclama do fato de o atual elenco corintiano estar muito inchado. Atualmente, ele conta com mais de 30 jogadores. Quer trabalhar com no máximo 28 e sabe que reforços estão a caminho. Sobre isso, Andres Sanches voltou a afirmar que está tudo certo com o volante Javier Mascherano, do River Plate, e o atacante Vágner Love, do CSKA da Rússia. "Está tudo apalavrado. Não há necessidade de novas reuniões", disse Sanches. Mascherano e Vágner Love chegariam ao Parque São Jorge assim que seus times fossem eliminados na Libertadores e na Copa da Uefa, respectivamente. Sobre os jogadores que serão emprestados, Sanches não quis citar nomes. Lembrou que isso ainda depende de avaliação de Passarella. O treinador tem dito que o jogo de domingo, contra a Portuguesa santista, em Santos, será o último teste para a garotada que deseja permanecer no clube durante o segundo semestre. Ele deve mandar a campo o seguinte time: Tiago, Marinho, Wendel e Marcus Vinícius; Dinelson, Bruno Octávio, Rosinei, Hugo e Fininho; Jô e Wilson. Os meias Elton e Ronny e o atacante Rafael Silva também têm chances de começarem jogando. Já o zagueiro Marquinhos, que seria titular, não poderá jogar porque fraturou o nariz hoje, num jogo treino contra o time de juniores da Mauaense, da Série A-3 do Paulistão, no Parque São Jorge. O Corinthians venceu por 5 a 0, gols de Dinelson (dois), Wilson, Bruno Octávio e Hugo. É a terceira vez que Marquinhos fratura o nariz, e mais uma lesão no currículo do "azarado" zagueiro - ele tinha voltado a atuar no domingo, contra a Portuguesa, após mais de um ano parado devido a uma inflamação no púbis, uma cirurgia no joelho direito e uma tendinite. Depois dos reservas, foi a vez de os titulares fazerem um jogo-treino contra o time principal da Mauaense, que tinha como principal destaque o veteraníssimo volante Capitão, ex-Portuguesa. Sem Bobô, que está com a Seleção Brasileira Sub-20 disputando um torneio no Chile, Passarella escalou Jô no ataque, ao lado de Tevez.Nas demais posições, nenhuma novidade. Na zaga, jogaram Anderson, Betão e Sebá. Nas alas, Edson e Gustavo Nery. E no meio-de-campo, Marcelo Mattos, Carlos Alberto e Roger. O técnico Passarella fez testes na equipe que só volta a atuar na quarta-feira que vem, contra o Figueirense, no Pacaembu, pelas oitavas-de-final da Copa do Brasil. E poupou alguns de seus titulares. No segundo tempo do jogo-treino, tirou Gustavo Nery, Roger e Carlos Alberto para colocar Fininho, Rosinei e Hugo. No final, o Corinthians venceu por 2 a 0, gols de Tevez e Hugo. "Acho que o resultado é o que menos importa. Nosso objetivo é corrigir os erros do time visando a partida contra o Figueirense", disse o meia Carlos Alberto. O lateral-direito Coelho e o atacante Gil, que se recuperam de lesões musculares, correram hoje em volta do gramado e, segundo os médicos, têm boas chances de ficarem à disposição de Passarella para o jogo contra o Figueirense.

Agencia Estado,

13 de abril de 2005 | 19h10

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.