Rafael Arbex/Estadão
Rafael Arbex/Estadão

Corinthians negocia com a Caixa e está perto de vender naming rights

Afirmações foram feitas pelo diretor financeiro do clube

Gonçalo Junior, O Estado de S.Paulo

08 de março de 2016 | 17h33

O Corinthians voltou a negociar com a Caixa Econômica Federal o principal espaço publicitário da camisa. O banco estatal estampava o lugar principal do uniforme desde novembro de 2012, mas o contrato entre as partes se encerrou no último dia 24 e não houve acordo para renovação. O clube queria R$ 37 milhões por ano para renovar o vínculo, mas a banco pretendia manter os R$ 30 milhões. As negociações, no entanto, foram retomadas.

"A negociação com a Caixa está sendo conversada pelo Roberto (de Andrade, presidente). Tínhamos parado, mas voltamos", afirmou Emerson Piovesan, diretor financeiro do Corinthians, em entrevista à Rádio Bandeirantes nesta terça-feira.

Piovesan também afirmou que a venda dos naming rights da Arena Corinthians "nunca esteve tão próxima", mas não deu detalhes sobre as conversações. "Nunca esteve tão próximo, mas ainda têm alguns detalhes. É um contrato de longo prazo, não queremos errar. Posso adiantar que é uma empresa que tem muito interesse em desenvolver aspectos de facilidades de acesso ao torcedor via sistema financeiro. Então, vai facilitar muito a vida do Fiel Torcedor", afirmou o diretor.

A venda dos naming rights foi discutida durante a reunião do Conselho Deliberativo nesta segunda-feira. Os dirigentes evitaram dar detalhes sobre as negociações, mas revelaram a expectativa de um acordo na casa de R$ 20 milhões anuais com a comercialização. 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.