Corinthians negocia retorno de Rincón

O volante Rincón pode ser o primeiro reforço do Corinthians após a Copa do Brasil. A volta do jogador ao Parque São Jorge seria a concretização de antigo sonho do técnico Wanderley Luxemburgo. Desde que retornou ao clube, em fevereiro, o treinador pediu a contratação do colombiano. Para o atleta é também a oportunidade de reviver a melhor fase de sua carreira, quando, sob orientação de Luxemburgo, passou a jogar como volante, se tornou capitão do time e se sagrou campeão brasileiro em 1998 e 1999, além de vencer o título mundial em 2000.Embora a diretoria corintiana negue a informação, a Agência Estado apurou que as negociações estão muito adiantadas. O único empecilho é a questão salarial. Rincón tinha um contrato de US$ 150 mil (cerca de R$ 350 mil) com o Santos, clube do qual se desligou no início da semana. Porém, o teto salarial no Corinthians oficialmente é de R$ 120 mil. É o que recebem Marcelinho Carioca e Ricardinho, destaques da equipe. Os dirigentes consideram possível convencê-lo a aceitar proposta semelhante, pois no momento está parado e sem receber.A negociação está sendo conduzida diretamente por Luxemburgo. O treinador há meses mantém freqüentes contatos telefônicos com Rincón. As conversas se tornaram mais intensas nos últimos dias, depois que a diretoria do São Paulo anunciou desistência na contratação do volante colombiano.O treinador do Corinthians chegou a irritar-se em alguns momentos com os dirigentes do clube, sob a alegação de que estariam deixando passar a chance de contar com Rincón no elenco. A insistência de Luxemburgo é grande e pode ser decisiva.

Agencia Estado,

09 de junho de 2001 | 06h45

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.