Corinthians ofensivo para encarar a Ponte Preta

Técnico Mano Menezes quer vitória para ficar ainda mais perto de vaga à Série A de 2009

Martín Fernandez, Jornal da Tarde

20 de setembro de 2008 | 10h53

O Corinthians mais ofensivo do ano irá encarar neste sábado a Ponte Preta, às 16 horas, no Pacaembu, com acompanhamento online do estadao.com.br. Pela primeira vez na Série B, Mano Menezes escalará dois meias bem ofensivos - Douglas e Morais - junto com os artilheiros do time na temporada - Dentinho e Herrera. Tudo para apagar o fraco desempenho da última partida, quando o Timão ficou no empate por 1 a 1 com o Brasiliense, no Distrito Federal. Uma vitória hoje deixará o Corinthians ainda mais perto da tão sonhada volta à Série A.Veja também:Mano Menezes rebate insinuações sobre seu empresárioDentinho volta ao Corinthians contra a Ponte PretaSTJD suspende jogador do Corinthians por dois jogos Dê seu palpite no Bolão Vip do LimãoMas Mano faz questão de dizer que essa formação não é tão ofensiva assim. "O time tem sido equilibrado e eu quero que continue assim", diz o treinador. "Os riscos que nós temos corrido não têm a ver com a parte tática ou com o posicionamento dos jogadores."O técnico teve um providencial incentivo para mandar a campo o seu "quadrado mágico." Lulinha recebeu o terceiro cartão amarelo contra o Brasiliense e está suspenso. Ao mesmo tempo, Dentinho se recuperou da lesão no tornozelo direito que o impediu de participar das quatro últimas partidas do Timão. Assim, a troca de um por outro virou algo natural."Eles fazem funções diferentes, por isso eu tive de fazer algumas adaptações", explica Mano. "O Lulinha volta mais, marca, ajuda a compor o meio. O Dentinho tem mais características de atacante, fica mais na frente."No novo esquema, Morais terá de recuar para ajudar na marcação. Mas nem Dentinho e Herrera estarão completamente livres de marcar no meio-de-campo. "E eu vou ter de segurar um pouco os laterais", completa Mano. Ou seja, quem esperava ver André Santos atuar mais uma vez como ponta-esquerda vai ter de esperar o esquema voltar a ser como antes.No meio-de-campo, o Timão voltará a ter Douglas, que cumpriu suspensão na última partida. Assim, Diogo Rincón retornará ao banco de reservas. A outra alteração em relação ao time que empatou no Distrito Federal será o retorno de Alessandro à lateral-direita, no lugar de Dênis.ARBITRAGEMPara o treinador, a Ponte Preta tem "um dos melhores elencos" da Série B e, por isso mesmo, ninguém deve esperar uma goleada no Pacaembu. "Nós trabalhamos para conseguir uma vitória. A goleada não pode ser um objetivo, e sim uma conseqüência do jogo."  CorinthiansFelipe;Alessandro, Chicão, William e André Santos; Carlos Alberto, Elias, Douglas e Morais;Dentinho e HerreraTécnico: Mano Menezes Ponte PretaAranha; Raulen, Gum, Marinho e Vicente; Ricardo Conceição, Jairo, Renato e William; Leandrinho e Luis RicardoTécnico: Paulo BonamigoÁrbitro: Wagner Tardelli (SC)Estádio: Pacaembu, em São Paulo, SPHorário: 16 horasRádio: Eldorado/ESPN - AM 700TV: Pay-per-viewMano ficou irritado ao ouvir as declarações de José Luiz Carbone, coordenador-técnico da Ponte, para quem seu time "sempre é prejudicado" quando se aproxima o jogo contra o Corinthians.O cartola refere-se à suspensão do zagueiro Jean (terceiro amarelo) e do volante Deda (expulso), punidos no jogo contra o Marília, na última rodada. "Sempre que vamos enfrentar o Corinthians, temos dois jogadores a menos", chiou Carbone. No primeiro turno (1 a 1 no Moisés Lucarelli), a Ponte não pôde contar com Deda e Renato. "É muita coincidência."Mano fez questão de dar sua resposta: "È um discurso meio velho", desdenhou o técnico do Corinthians. "No primeiro jogo, nós tivemos um gol mal anulado e disso ele não se lembra."

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.